Sobe para 15 número de mortos no desabamento de prédios na Muzema

Subiu para 15 o número de mortes confirmadas no desabamento de dois edifícios na comunidade da Muzema, no Itanhangá, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Mais quatro corpos foram encontrados sob os escombros nesta terça-feira (16). De acordo com os bombeiros, uma vítima foi localizada em uma área isolada no fim da madrugada e outras três no mesmo local, no início da manhã. Os corpos ainda não foram identificados.

Agora, as equipes de resgate trabalham com a possibilidade de que nove pessoas ainda estejam desaparecidas sob os escombros, de acordo com as informações obtidas com parentes das vítimas e moradores da área do desmoronamento.

Das 23 pessoas resgatadas até o início da manhã desta terça, 13 foram retiradas já mortas dos escombros e dez ainda com vida.

Destas últimas, duas não resistiram e morreram no hospital, quatro permanecem internadas e outras quatro tiveram alta.

A operação de resgate, que começou logo após o desabamento, entrou no quinto dia e é realizada, ininterruptamente, desde o início da manhã de sexta-feira (12).

Participam da ação mais de 100 militares, que contam com o apoio de cães farejadores, drones, helicópteros, ambulâncias e veículos de recolhimento de cadáveres.

Nessa segunda-feira (15), os corpos de mais três vítimas do desmoronamento foram enterrados. Maria Silvia de Abreu, de 49 anos; Zenilda Bispo Amorim, de 38 anos, e o filho dela, Juan Amorim Rodrigues, de 10 anos, foram sepultados no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na zona portuária do Rio.

Como o pastor Cláudio Rodrigues já tinha sido enterrado no domingo (14), os parentes de 11 vítimas ainda aguardam a liberação dos corpos.

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: