Creche de Macapá será modelo em educação inclusiva na América Latina

A educação inclusiva é desafio para qualquer gestão. Mas, a cada dia que passa, o Município de Macapá vem avançando nesse processo. E como reconhecimento dessa evolução, a Creche Tia Chiquinha foi uma das três escolas brasileiras selecionadas para participar do Projeto Redimensionando a Educação de Estudantes com Deficiência Visual e Deficiência Múltipla na América Latina do Instituto Perkins Internacional.

Embora três escolas no Brasil tenham sido escolhidas, a Tia Chiquinha será a única da América Latina a implementar o processo com crianças de 0 a 5 anos. A seleção aconteceu em abril deste ano e a creche foi escolhida entre três escolas da capital. Patrícia Lee, representante do Instituto Perkis, explicou que para escolher a instituição, a mesma se enquadrou em critérios pré-estabelecido.

“Eu já tinha feito um trabalho anterior no Brasil e tinha uma ideia de que poderíamos firmar parcerias em Macapá. Por isso, viemos até aqui para convidá-los a participar do nosso projeto. A Tia Chiquinha foi selecionada por cumprir critérios já estabelecidos, entre eles, é a creche ter crianças com deficiência em inclusão, e que o trabalho fosse consistente, mas, principalmente, que tivesse o interesse do governo em fazer a parceria”, explicou Patrícia.

A intenção é implementar nas escolas que serão entregues futuramente ambientes de estudo e não apenas salas de aula. O projeto tem a finalidade de incentivar essas instituições de ensino a ser um modelo para estudantes com deficiência múltipla, que possa servir como um centro de recursos e capacitação em que se modelem as melhores práticas educacionais para essa população. 

O prefeito Clécio Luís destacou que essa escolha é o reconhecimento do modelo de educação inclusiva que foi implementado a partir da Creche Tia Chiquinha. “Esse projeto do Instituto visa melhorar a autoestima e a confiança dos nossos alunos. Eles farão uma capacitação aos nossos técnicos e estes serão responsáveis por multiplicar, e a ideia é que esse modelo não fique apenas aqui. As demais creches que iremos inaugurar já vêm com essa nova metodologia, de fazer as crianças se desenvolverem a partir de estímulos, sejam eles com algum tipo de deficiência ou não”, destacou.

Nesta quarta-feira, 26, foram iniciadas as atividades do projeto, que seguem até 28 de junho, com a realização de reuniões com os profissionais da instituição de ensino, observação e acompanhamento da rotina escolar, principalmente das crianças com deficiências múltiplas, dentre outras. Paralelo a isso, os profissionais da creche receberão bolsas de estudo (duas para professores e uma para administrador) para participarem dos cursos da Academia Perkins Internacional; consultoria presencial e online de especialistas no campo por quatro anos; e acompanhamento dos avanços e progressos obtidos com base nos indicadores de qualidade da Perkins Internacional e ser um Centro Modelo para outras escolas e creches.

Também estavam presentes no início das atividades a secretária de Educação, Sandra Casimiro e técnicos da pasta, a consultora do Instituto Perkins Internacional no Brasil, Ana Lúcia Pascali Rago e o deputado estadual Paulo Lemos.

 

Adryany Magalhães

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: