Educa

Creche Tia Chiquinha está incluída em modelo do Instituto Perkins Internacional

Desenvolver a melhoria da qualidade educacional de estudantes com deficiência visual e múltiplas. Este é um dos objetivos do projeto Redimensionando a Educação de Estudantes com Deficiência Visual e Deficiência Múltipla na América Latina, que será desenvolvido pela primeira vez em Macapá pelo Instituto Perkins Internacional para os profissionais da Creche Tia Chiquinha, que este ano foi uma das três escolas brasileiras mais bem avaliadas e selecionadas para participar do programa modelo.

Nesta quarta-feira, 26, representantes do instituto voltam a Macapá para dar início às atividades de implantação do projeto na instituição de ensino, com o assessoramento dos profissionais, acompanhamento da rotina escolar dos alunos e orientação aos professores. O prefeito Clécio Luís e a secretária de Educação, Sandra Casimiro, também participarão do início dos trabalhos, que acontecerá nesta quarta, 26, às 9h, na Creche Tia Chiquinha.

O projeto Redimensionando a Educação de Estudantes com Deficiência Visual e Deficiência Múltipla na América Latina tem a finalidade de incentivar essas instituições de ensino a ser um modelo no atendimento a estudantes com deficiência múltipla, que possa servir como um centro de recursos e capacitação em que se modelem as melhores práticas educacionais para essa população.

Para que isso ocorra, a creche receberá três bolsas de estudo para educadores da instituição (duas para professores e uma para administrador) para serem capacitados nos cursos da Academia Perkins Internacional; consultoria presencial e online de especialistas no campo por quatro anos; e acompanhamento dos avanços e progressos obtidos com base nos indicadores de qualidade da Perkins Internacional e ser um Centro Modelo para outras escolas e creches na região Norte.

“A seleção da creche representa para a educação municipal o reconhecimento do trabalho realizado, bem como o cumprimento de várias metas do Plano Municipal de Educação, projeção para atendimento, em médio e longo prazo, da agenda 2030 da ONU e, consequente, fortalecimento do Selo Unicef”, ressalta a secretária Sandra Casimiro. 

Karla Marques

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: