Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

Caixa faz balanço de atendimento do auxílio emergencial

Nascidos em setembro e outubro recebem o crédito na poupança digital

Nesta segunda-feira (25), o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e o vice-presidente de Tecnologia e Digital, Cláudio Salituro participaram de entrevista online sobre a operação de pagamento do auxílio emergencial.

Veja também:

Covid-19: estado de emergência termina em todo o Japão

Câmara pode votar Lei de Emergência Cultural na próxima terça-feira

Cerca de 83% dos professores se sentem despreparados para dar aulas on-line, revela pesquisa

Caixa segue com pagamento de segunda parcela do auxílio emergencial
A Caixa Econômica Federal continua hoje (25) a pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) para trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados.

No caso do Bolsa Família, o calendário está dividido conforme as datas habituais de pagamento para quem integra o programa. Para as demais pessoas, o pagamento será de acordo com o mês de nascimento.

Hoje (25), será feito o pagamento para os beneficiários do Programa Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) final 6. O crédito segue nessa ordem, de um NIS por dia, menos no fim de semana, até o número zero, a ser pago no dia 29 deste mês. Os beneficiários podem sacar o benefício pelo cartão do Bolsa Família.

Caixa pagou no sábado(23) R$ 60 bilhões em auxílio emergencial
A Caixa Econômica Federal pagou R$ 60 bilhões de auxílio emergencial, somadas as primeiras e segunda parcelas. No total, 55,1 milhões de pessoas receberam a primeira parcela. O pagamento da segunda parcela alcançou 30,4 milhões de trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. O auxílio emergencial é de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), por parcela.

Do total pago até agora, R$ 22,8 bilhões foram para beneficiários do Bolsa Família, R$ 11,7 bilhões para aqueles inscritos no Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e R$ 25,5 bilhões para quem se cadastrou pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial.

Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: