China envia esta semana primeiros astronautas para sua nova estação

Dois participaram de missões anteriores e o terceiro vai pela 1ª vez

A China planeia enviar nesta quinta-feira (17) os três primeiros membros de uma tripulação para a nova estação espacial construída pelo país, informou hoje (16) a agência espacial chinesa.

Dois dos astronautas participaram de missões anteriores, enquanto o terceiro vai para o espaço pela primeira vez, disse aos jornalistas o diretor assistente da Agência Espacial Tripulada da China, Ji Qiming, no Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, no noroeste do país.

A seção principal da estação Tianhe, ou Harmonia Celestial, foi lançada em órbita em 29 de abril.

Os três homens que vão partir para a estação espacial planejam permanecer por um período de três meses, para realizarem caminhadas no espaço, trabalho de manutenção e experiências científicas.

Os astronautas vão viajar na nave Shenzhou-12, lançada pelo foguete Longa Marcha-2F Y12.

Trata-se da terceira de 11 missões previstas até o final do próximo ano pela China, para construir e manter a estação espacial e enviar tripulantes e suprimentos. Mais dois módulos da estação devem ser lançados no próximo ano.

Trata-se da primeira missão chinesa tripulada em cinco anos. A China enviou 11 astronautas para o espaço desde que se tornou o terceiro país a fazê-lo, em 2003. Todos eles eram pilotos do Exército de Libertação Popular, o braço militar do Partido Comunista Chinês.

Embora a primeira tripulação do Tianhe seja toda masculina, as mulheres vão integrar futuras tripulações, disseram as autoridades.

O Tianhe baseia-se na experiência adquirida pela China ao operar duas estações espaciais experimentais no início do seu programa espacial.

Astronautas chineses passaram 33 dias na segunda das estações anteriores, fizeram uma caminhada no espaço e deram aulas de ciência que foram transmitidas para estudantes de todo o país.

A China pousou uma sonda, a Tianwen-1, em Marte no mês passado, que transportava um rover – veículo de exploração espacial.

Nos últimos anos, a China também trouxe amostras lunares, as primeiras do programa espacial de qualquer país desde os anos 70, e pousou uma sonda e um rover no lado oculto da lua.

Pequim não participa da Estação Espacial Internacional, em grande parte devido às preocupações dos Estados Unidos com a falta de transparência do programa chinês e às suas relações com as Forças Armadas.

Espera-se que missões científicas estrangeiras e possivelmente astronautas estrangeiros visitem a estação chinesa no futuro. Depois de concluído, o Tianhe vai permitir estadias de até seis meses, semelhante à muito maior Estação Espacial Internacional.

A estação chinesa deverá ter durabilidade de 15 anos, enquanto a Estação Espacial Internacional está chegando ao fim de seu período útil.

RTP

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: