Turismo de negócios contribui para recuperação do setor em São Paulo

O turismo de negócios está ajudando a recuperar o movimento dos hotéis na cidade de São Paulo. Nos últimos quatro meses, a taxa de ocupação vem aumentando, e chegou a 50% em agosto, número próximo do período pré-pandemia, segundo o Índice Mensal de Atividade do Turismo de São Paulo, divulgado pela Fecomercio no estado.

Além dos hotéis, também tiveram resultado positivo os setores de alimentação, com alta de 7.5%, e o de transporte terrestre, com quase 9% de aumento. O emprego formal no comércio paulista também registrou alta em agosto, com a contratação de quase 6 mil trabalhadores formais a mais, um crescimento de 0,6% na comparação com julho.

Apesar da recuperação em relação a 2020, o faturamento do turismo, em julho, ficou 25% menor em relação ao mesmo período de 2019. A presidente do Conselho de Turismo da Fecomércio de São Paulo, Mariana Aldrigui, acha difícil fazer previsões neste momento, mas acredita que os próximos meses serão de crescimento para o setor:

A vacinação avançada no país também é apontada pela Fecomércio como um dos motivos que indicam uma retomada das viagens de turismo. É o caso do empresário do setor de comunicações Alberto Martins, que voltou a viajar.

Ainda segundo a Fecomercio, mesmo com a retomada gradual das atividades empresariais e do turismo, o setor aéreo continua sendo o mais impactado pela pandemia. Na comparação com agosto de 2019, houve queda de quase 45% na venda de passagens.

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: