Coreia do Norte procura vírus em rios e lagos e limpa esgotos

País também monitora animais selvagens que podem ser portadores

RTP – Rádio e Televisão de Portugal
A Coreia do Norte está rastreando o SARS-CoV-2 em rios e lagos, promovendo a desinfecção de aterros e esgotos e monitorando animais selvagens que podem ser portadores do vírus, informou hoje (27) hoje a imprensa local.

A agência de notícias estatal KCNA relatou a “escrupulosa operação” que está sendo realizada para atualizar a “política profilática” do Estado após a detecção, em 12 de maio, do SARS-CoV-2 no país, pela primeira vez desde o início da pandemia.

A agência adianta que foram instalados postos anti-epidemia em 1.840 pontos “para intensificar a desinfecção de veículos e que existem mais 1.830 postos para “vigilância apertada” de animais selvagens.

As autoridades norte-coreanas informaram que há cerca de 100.460 novos casos de pessoas com “febre” (termo usado pelo regime para casos suspeitos), devido à falta de capacidade de teste.

Mais de 3,27 milhões já contraíram a “febre” desde o fim de abril, com 3,03 milhões recuperados, cerca de 233,09 mil ainda em tratamento e 69 óbitos, possivelmente ligados à covid-19.

Veja mais no site da EBC

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.