AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Policiais de gabinete saem às ruas para ações ostensivas no fim de semana

O fim de semana na cidade de Macapá contou com uma força tarefa de policiamento ostensivo e educativo, vinda diretamente dos gabinetes se segurança institucionais de vários órgãos públicos da cidade. Os 195 policiais foram cedidos do Gabinete de Segurança institucional do Governo do Amapá, dos Gabinetes Militares da Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Justiça, e oficiais militares que realizam serviços administrativos nas corporações, além de policiais voluntários para a ação.

O alvo das atividades foram o centro comercial do bairro Central, da Zona Norte e da Zona Sul. Segundo o tenente coronel Flexa, a iniciativa do Comando-Geral apoia o policiamento ostensivo. "Além de reforçar a segurança da população, essa atividade desmistifica a ideia de que os gabinetes militares vivem a disposição e no ar-condicionado", acrescentou Flexa.

O policiamento teve como foco principalmente a repressão ao índice de roubos a transeuntes, principal ocorrência nos fins de semana nos centros de comércio da cidade. "Com ao apoio dos gabinetes, tivemos um fim de semana tranquilo, pós pagamento. Com este contingente todo, teremos esta ação uma vez por mês, mas o policiamento ostensivo durante o toda a semana com reforço nos finais acontecerão regularmente", disse o comandante-geral da PM-AP, coronel José Carlos de Souza.

Segundo o coronel Luiz Carlos, a operação se desencadeia por uma necessidade urgente da população em necessitar de segurança, e apesar do sucateamento da corporação, o trabalho teve êxito com a cooperação de todos. "Ao assumir o comando da Polícia Militar o governador Waldez expôs o problema financeiro do Amapá e da Polícia Militar, que tem uma dívida de R$2,5 milhões, e há sete meses não paga o aluguel das viaturas, além de uma ordem de despejo do batalhão da área central. É muito difícil pegar um batalhão assim e motivá-los a sair às ruas e trabalhar, mas temos homens altamente profissionais que entendem o bem da população acima de tudo e com isso conseguimos juntar contingente de material e pessoal para realizar essa operação", explicou o comandante-geral.

O secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Gastão Calandrini, disse que a operação é uma das ações que desenharão as estratégias para a segurança pública do estado. "Antes de elaborar o Plano Estadual de Segurança Pública, nós fizemos algumas ações emergenciais, entre elas esta ação que acontecerá principalmente nos fins de semana, com um reforço dos policiais da administração das unidades e também os policiais nos gabinetes militares", disse o secretário. "A situação da segurança pública apesar de muito difícil, o governador Waldez pede que nós não esmureçamos, e sim que nós enfrentemos o problema de forma criativa, com metas de curto, médio e longo prazo", afirmou Calandrine.

O comandante-geral se fez presente com seus comandantes e também participou de toda ação na sexta, sábado e domingo, nos três turnos. A participação no local também serviu para que elaborassem um plano de operações para aperfeiçoamento das atividades. "O que o povo do Amapá pode esperar a partir de agora é policiais na rua, a polícia próxima da sociedade", finalizou o coronel José Carlos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: