Educa

Cachoeira grande: Santuário a mercê de vândalos!

Um dos mais belos santuário ecológido do Amapá vem sendo frequentado por éco-vândalos com a total permissão das autoridades.

Foi a triste constatação que fizemos ao visitar a cachoeira grande no município de Amapá neste feriado de carnaval. As imagens falam por si, mas acrescento algumas palavras para elucidar o fato que vem envergonhando quem valoriza o bem hoje mais precioso da humanidade: a água.

Famílias inteiras frequentam o local e lá espalham tada sorte de lixo nocivo à vida do belo rio Amapá Grande. Sons automotivos super potentes disputam entre si o dia todo quem toca mais alto contrariando todas as leis sobre poluição sonora.

Um dos donos dessas fábricas de barulho chega a ajoelhar-se em frente ao imenso painel de auto falantes na trazeira do carro como que a reverenciar um deus, sem que nenhuma fisclização o incomode.

Outro mais abusado ainda, tira uma garrafa vazia do porta malas do seu carro e sem nenhum constrangimento deposita o lixo no pé da árvore que o abrigou e sua família durante todo o dia e vai embora.

Na manhã seguinte, uma forte chuva se encarregou de levar para o leito do rio toda a sujeira deixada pelos sugismundos.

Fotos: Chico Terra

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

6 comentários em “Cachoeira grande: Santuário a mercê de vândalos!

  • fevereiro 19, 2015 em 8:57 pm
    Permalink

    Estive lá neste feriado, e pude comprovar esse horrendo fato. Um lugar tão lindo, mas que não é respeitado.

    Resposta
  • fevereiro 20, 2015 em 1:37 pm
    Permalink

    Além do som e lixo na cachoeira grande do Amapá, tem a ocupação desordenadamente!!! Com o passar do tempo vamos ter que pedir licença dos “moradores locais” para usufruir o que é de todos!!!

    Resposta
  • fevereiro 20, 2015 em 7:08 pm
    Permalink

    A cachoeira grande está abadonada pelas nossas autoridades, andamos por toda extensão e não encontramos uma lixeira, somente em época de festas é feita a limpeza, porém nada mais é feito após os festejos! Lamento muito, pois foi nessa terra q nasci e me criei.

    Resposta
  • fevereiro 21, 2015 em 12:37 pm
    Permalink

    A Culpa é da Prefeitura de Calçoene, que só se manifesta para dizer que a cachoeira pertence a Calçoene e não ao município de Amapá como muitos pensam… e fica só nisso o cuidado deles.

    Resposta
  • fevereiro 24, 2015 em 11:23 pm
    Permalink

    Nosso dever é cobrar das instituições e do poder público acerca dessas aberrações apesar de todo um clamor planetário midiático por um mundo melhor, a educação ambiental tb começa em nossa casa e sobretudo botando o lixo da nossa cabeça…afinal ‘é o ser social quem deveria determinar a nossa consciência’

    Resposta
  • fevereiro 28, 2015 em 5:21 pm
    Permalink

    É incrível, o sujeito chega e escolhe o lugar mais limpo possível, aí depois vai embora como se nunca mais fosse voltar, deixando um amontoado de lixo. Falta o mínimo de educação para recolher seu lixo e levá-lo no próprio carro. Não é culpa da prefeitura não a culpa é do próprio povo, depois essas mesmas figuras reclamam em redes sociais que o pais é de 3º mundo.

    Resposta

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.