Educa

12ª Semana Estadual da Conciliação encerra com soma de R$ 2.754.696,31 de acordos fechados

A 12ª Semana Estadual da Conciliação, que ocorreu de 23 a 27 de fevereiro, encerrou com uma importante soma de acordos estimados em um total de R$ R$ 2.754.696,31, com números positivos de 265 audiências conciliatórias em todo o Estado.

Envolvidos no propósito de conciliar, as Comarcas que mais obtiveram resultados positivos com as audiências conciliatórias foram Macapá com 169; Laranjal do Jari com 32 e as Comarcas de Santana e Ferreira Gomes que empataram com 16 acordos cada um.

Em relação às Unidades judiciárias, as que alcançaram os maiores resultados em soma de acordos fechados foram: Juizado Especial Norte, Juizado Micro Empresa e Empresa de Pequeno Porte; e 3ª Vara de Família, Órfãos e Sucessões de Macapá.Para a presidente do TJAP, Desembargadora Sueli Pini, que também é coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos, os acordos conciliatórios demonstram a assimilação, a adesão e o comprometimento de todas as Unidades Judiciárias do Estado com o Programa Semana Estadual de Conciliação.

“As partes têm a chance de conversar, negociar e chegar a um acordo justo e bom para todos. Abre-se, assim, na Justiça, mais uma vez a oportunidade para despertar e incentivar a cultura da conciliação, alternativa realmente eficaz na composição de conflitos”, destacou a magistrada.

Esta edição contou com a parceria do Ministério Público do Amapá (MP/AP), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AP), Defensoria Pública, Universidade Federal do Amapá (Unifap), Faculdade de Macapá (Famap), Faculdade do Amapá (Fama), além de outros colaboradores.

Além da Semana Estadual de Conciliação, a Justiça do Amapá também tem aderido aos mutirões temáticos. Esta semana, por exemplo, 100 audiências referentes a processos da CEA, estão ocorrendo na Central de Conciliação do Fórum de Macapá.Confira aqui o resultado:

-Macapá, 11 de Março de 2015-

Texto: Daniel Alves
Fotos: Adson Rodrigues

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: