AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Hervé Falciani, que revelou o Swissleak, pode vir ao Brasil resguardado por Salvo-Conduto

Integrantes da CPI do HSBC foram recebidos, nessa quarta-feira (8), pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot. Os membros foram pedir que a PGR interceda, mais uma vez, junto ao Parquet Financier, o Ministério Público Francês, para solicitar o compartilhamento de dados com a CPI.

O procurador se dispões a enviar, até sexta-feira (10), um ofício às autoridades francesas destacando que a CPI tem poder próprio de investigação e, por isso, tem o direito de receber as informações que foram repassadas, sobre o HSBC Private Bank da Suíça, por Hervé Falciani, o especialista em sistemas de computador suspeito de revelar dados do escândalo que ficou conhecido como Swissleaks.

No mesmo encontro, o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) aproveitou para solicitar a vinda ao Brasil de Hervé Falciani. Janot sugeriu que, o depoimento dele na CPI do HSBC, tão importante para as investigações, seja por meio de Salvo-Conduto, quando há permissão para que uma pessoa possa transitar ou viajar de maneira livre. Diante disso, a Comissão Parlamentar de Inquérito solicitou que a PGR negocie com a França essa permissão. Ou então, sugeriu Randolfe, que os membros da CPI possam, acompanhados de um procurador, ir a França ouvir Falciani.

Leia no blog: http://blogdorandolfe.com.br/herve-falciani-que-revelou-o-swissleak-pode-vir-ao-brasil-resguardado-por-salvo-conduto/

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: