AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Termina hoje prazo para desocupação de garimpo ilegal no MT

garimpo MTTermina nesta quarta-feira (21) o prazo dado pelas forças de segurança para que as pessoas que ocupam de forma ilegal o garimpo montado na Serra da Borda, em Pontes e Lacerda, no Mato Grosso, saiam do local de forma pacífica.

Inspetor da delegacia no município e coordenador do diálogo com garimpeiros, Ailton da Silva, afirmou que foram feitas várias reuniões com os ocupantes para chegar a essa decisão.

Sonora: “Nós garantimos que até quarta-feira eles poderiam sair em segurança, retirando seus equipamentos e que não faríamos apreensão dos equipamentos nem dos veículos que se encontram nos arredores. Já na quinta-feira não teria esta garantia. Poderia a polícia chegar e fazer a apreensão dos equipamentos, dos veículos e até dos garimpeiros que estivessem no local.”

Na última sexta-feira, a Justiça determinou o fim da atividade de extração ilícita de ouro na região.

Por nota, a Polícia Federal informa que tem conhecimento da decisão judicial para desocupação da área e que uma equipe da corporação realiza nesta quarta-feira um levantamento para auxiliar uma possível ação de retirada dos garimpeiros, mas por questões de sigilo, não pode informar quando será a operação.

Já o prefeito de Pontes e Lacerda, Donizete Barbosa, está em Brasília para tentar resolver a situação. Na terça-feira, ele se reuniu com o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, Carlos Nogueira.

O prefeito tenta que a licença para extração do ouro possa ser concedida via cooperativa e, segundo informações repassadas pela prefeitura, a decisão compete ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) A instituição poderia dar andamento ao processo que já existe para liberação da área para uma empresa ou poderia conceder uma licença para a cooperativa.
Donizete Barbosa também participou de reunião no DNPM. O departamento foi procurado pela reportagem mas não deu retorno até o fechamento desta edição.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: