Educa

Deputados podem revogar suspensão do defeso na próxima terça-feira (3)

Deputados federais querem o cancelamento da portaria interministerial que suspendeu o defeso por 120 dias. O documento foi publicado no início deste mês. Como consequência os pescadores também ficam sem receber o seguro-defeso durante o período.

Nessa quarta-feira (28), os parlamentares aprovaram regime de urgência na tramitação do Projeto de Decreto Legislativo que pode pôr fim à portaria. A previsão é que o projeto seja votado ainda hoje na Câmara.

Ouça também:

Pescadores devem ficar atentos às mudanças para o acesso ao Seguro Defeso

O seguro-defeso corresponde a um salário mínimo pago a pescadores artesanais durante os 4 meses que eles ficam impedidos de pescar, para assegurar a reprodução das espécies. O presidente da colônia de pescadores z-14, em Abaetetuba, no Pará, Joaquim de Souza Martins, diz que o dinheiro é fundamental.

Segundo informações do Ministério da Agricultura, durante a suspensão haverá uma revisão dos cadastros de pescadores que têm direito ao benefício.

A pasta afirma que há uma divergência entre o número de beneficiários registrados no último censo do IBGE, de 2010; o valor dos recursos investidos no programa e os cadastros de pescadores que servem de base aos pagamentos.

O número de pescadores artesanais cadastrados pelo Ministério da Agricultura está próximo de um milhão. E o valor destinado ao pagamento do seguro-defeso neste ano chega a quase os três bilhões e meio de reais.

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: