AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Caminhada Rosa acontece nesta sexta-feira no Amapá

A tão esperada Caminhada Rosa, um movimento solidário e de conscientização contra o câncer de mama, acontece no Amapá nesta sexta-feira, 23, com concentração às 16 horas na Praça da Bandeira.

O evento faz parte da programação do Outubro Rosa 2015 que está sendo organizado pelo Instituto do Câncer Joel Magalhães – IJOMA, uma entidade da sociedade civil organizada e sem fins lucrativos, que apoia pacientes oncológicos e dissemina a prevenção do câncer.

Esse ano a campanha ganhou uma proporção grandiosa. Muitos órgãos públicos e empresas aderiram ao movimento fazendo com que o Amapá, de fato, fosse “pintado de rosa” como diz o apelo da campanha. “Vamos pintar o Amapá de Rosa”.

Com um tema bem simples e prático: Câncer de Mama: prevenção é a solução! O Ijoma vem desenvolvendo uma programação diversificada que contou com palestras, quartas rosas, sábado rosa, coquetel rosa, entre outros. E segue até o final desse mês.

Para o presidente do IJOMA, padre Paulo Roberto, esse é o período de maior conscientização e prevenção do câncer durante o ano. Seguido do Outubro Rosa, vem o Novembro Azul.

“Vamos aproveitar esse momento de campanha para tocar no coração das pessoas e falar sobre conscientização e prevenção contra os cânceres. Pois, enquanto a vida, há esperança. É melhor comemorar a vida, do que chorarmos a morte. Aproveitamos também para pregar a solidariedade e o amor ao próximo. Ajudar alguém, nunca vai fazer mal a ninguém”, enfatiza o presidente da ONG.

A expectativa de público para a caminhada é de 20 mil pessoas, seguido de carreata organizada pela Associação Comercial e Industrial do Amapá – ACIA, que saíra atrás do movimento.

Após esse grande momento, seguem as palestras e a ação social que ocorrerá no dia 31, no horário da manhã, na E.E. Lima Neto, Infraero II. Finalizando assim a programação do Outubro Rosa.

O diretor de relações públicas, Marcio Bezerra, disse que esse ano, o movimento teve mais força que os anos anteriores. “Esperamos contar com a participação de toda população. Vamos mostrar que o Amapá tem força e se preocupa com suas mulheres. Esse, é um movimento que já repercute nacionalmente. Precisamos da força de todos, para juntos crescermos”, finaliza o diretor.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: