AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Projeto de lei na Câmara dificulta criação de abelhas, critica CNA

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou hoje (26) parecer técnico com críticas ao Projeto de Lei 7.948/2004, do deputado Danrlei de Deus (PSD-RS), que cobra formação específica para os criadores de abelha.
De acordo com o presidente da Comissão Nacional dos Empreendedores Familiares Rurais da CNA, Júlio da Silva Rocha Júnior, o projeto do deputado gaúcho deixa clara a intenção de criar barreiras ao exercício da apicultura, exigindo requisitos ao seu exercício.

Nova Russas - Moradores convivem com período de seca na comunidade rural de Irapuá em Nova Russas. O apicultor Vicente Neto nas caixas de abelhas africanizadas (Fernando Frazão/Agência Brasil)
O Brasil é o sexto maior produtor mundial de melFernando Frazão/Agência Brasil

Segundo Rocha Júnior, existem no Brasil mais de 300 mil apicultores e uma centena de unidades de processamento de mel de abelha que empregam quase 500 mil pessoas. São pessoas que sempre exerceram a atividade milenar de forma artesanal ou tecnificada, sem necessidade de diploma.

O parecer da CNA ressalta que o projeto institui “reserva de mercado”, restringindo a apicultura somente aos que tenham diploma de cursos de formação específica. “É um absurdo”, disse ele, criticando a indisponibilidade de cursos que garantam que todos estejam devidamente qualificados no prazo proposto de 720 dias após a regulamentação da lei.

Rocha Junior destaca a importância da otimização da atividade pela difusão do conhecimento, treinamento e capacitação. “Mas não se pode criar barreiras ao exercício da atividade, embora seja desejável que as mesmas ocorram dentro das boas práticas, o que garantirá sustentabilidade em todos os seus aspectos”,

O projeto de lei já tramitou nas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTAS) e na de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados. Vai passar, ainda, pela Comissão de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Casa.

Dados da Confederação Brasileira de Apicultura mostram que o Brasil é o sexto maior produtor mundial de mel – atrás da China, dos Estados Unidos, da Argentina, do México e do Canadá. A produção anual do país ultrapassa 40 mil toneladas de mel por ano, com maiores volumes no Sul (49%), Sudeste (24%) e Nordeste (18%).

Stênio Ribeiro – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: