Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

Sistema de água já funciona integralmente em Porto Alegre

As seis estações de tratamento de água do sistema de abastecimento de Porto Alegre (RS) estão funcionando integralmente desde a noite de ontem, informou o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae). Entretanto, não é possível prever quando a água chegará às residências, pois há variáveis no trajeto até as residências, como ar e vazamento nos canos. Hoje (1º) de manhã, vários bombeamentos ainda estavam desligados, por causa da falta de energia e do baixo nível de água, nas zonas norte, leste, sul e extremo sul da cidade, que conta com 89 estações.  Caminhões-pipa atendem às áreas mais críticas.

A interrupção no abastecimento de água foi causada pelo temporal que atingiu Porto Alegre e deixou as estações de tratamento e cerca de 340 mil clientes sem energia elétrica no estado, 90% deles na capital. Na manhã de hoje, 36 mil clientes ainda estavam sem eletricidade, 20 mil em Porto Alegre. Pelo menos, 300 árvores de grande porte foram derrubadas, danificando a rede de energia e bloqueando ruas.

A orientação das secretarias de Saúde estadual e municipal é que as emergências dos hospitais de Porto Alegre devem, se possível, ser evitadas hoje, para que as instituições concluam os trabalhos de recuperação dos danos causados pela tempestade. O atendimento pode ser buscado nas unidades básicas de Saúde e unidades de Pronto-Atendimento.

O restabelecimento da energia elétrica e do fornecimento de água foi priorizado em todos os hospitais, públicos e privados, e, com a energia elétrica já restabelecida, a expectativa é que os atendimentos estejam normalizado até quarta-feira (3).

Na noite de sexta-feira (29), a capital gaúcha foi atingida por uma tempestade, a mais intensa das últimas décadas, causada pelo forte calor (que chegou a 39,3°C naquele dia), segundo o Sistema de Vigilância Meteorológica. Os ventos chegaram a 119,5 quilômetros por hora.

Nesta segunda-feira pode ocorrer chuva isolada e passageira. A temperatura não deve se elevar muito, ficando com máximas entre 27ºC e 29ºC.

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil Edição: Graça Adjuto

Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: