AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Missa festiva, civismo e atividades culturais marcam homenagens aos 258 anos de Macapá

Os festejos iniciaram com a celebração da santa missa em ação de graças pelos 258 anos de fundação de Macapá. Na igreja matriz São José, o prefeito Clécio Luís, vice-prefeito Allan Sales, senador Randolfe Rodrigues, senador suplente Josiel Alcolumbre, governador Waldez Góes, autoridades municipais, além da população, prestigiaram as bênçãos ao município. Presidida pelo padre Aldenor Santos, a missa dedicou orações pela cidade e agradecimentos pela preservação das tradições culturais e religiosas do estado.

Clécio Luís saudou os munícipes e destacou a importância das tradições cívicas, religiosas e culturais do Amapá, como legado do seu povo acolhedor. Ao final da celebração, prefeito e demais autoridades seguiram em cortejo com o Banzeiro do Brilho de Fogo até a Praça da Bandeira, no centro da cidade, onde a programação continuou com atividades cívicas e artísticas. No pavilhão central, o hasteamento das bandeiras do Brasil, Amapá, Macapá, dos demais municípios amapaenses e dos Jogos Olímpicos de 2016, ao som da execução do Hino Nacional e de Macapá, acompanhado pela Banda da Guarda Municipal e das vozes dos pequenos estudantes das escolas municipais.

A memória da praça, palco das maiores manifestações cívicas, culturais e artísticas de Macapá, teve sua referência valorizada com ambiente entregue totalmente revitalizado e pronto para acolher os macapaenses e sua cultura. Em mensagem aos munícipes, Clécio Luís reiterou que o maior presente que Macapá pode receber é que os macapaenses ajudem a cuidar da cidade, que é de todos.

“Nesta data recordamos os memoráveis carnavais, as maiores manifestações cívicas e culturais do estado e, por isso, a importância do resgate e fortalecimento da nossa arte nesta praça, com a ocupação criativa desse espaço, revitalizado, recebendo de volta as bandeiras dos municípios e com obras de arte que simbolizam a nossa terra, liberdade e resistência. Que possamos permanecer unidos pelos avanços de nossa cidade”, afirmou Clécio.

A chuva não apagou o brilho da festa de 258 anos de Macapá e o Banzeiro do Brilho de Fogo animou as comemorações na Praça da Bandeira com muito batuque e Marabaixo. Artistas e grupos de toada, dança, esporte, teatro e banda de fanfarra festejaram juntos o aniversário da capital amapaense. “É a valorização e o reconhecimento de um povo rico em cultura”, mencionou o acadêmico de Relações Humanas, Fernando Cabral, que todo o ano participa das comemorações.

Durante a programação, uma exposição de artes visuais reuniu obras de vários artistas amapaenses, entre eles Erivelton Maciel, que declarou seu amor pelo litoral macapaense em suas obras em acrílico sobre textura. “Minha admiração por esta terra está registrada em minhas telas. Parabéns Macapá”, disse o artista.

Quem participou das comemorações também teve o privilégio de ver capoeira, teatro e circo, atividades desenvolvidas no CEU das Artes, um espaço que contempla programas e ações culturais, contação de histórias, práticas esportivas e de lazer. Durante as apresentações de teatro e no meio do público, o sorriso tímido da pequena macapaense Tacília Araújo, 3 anos, o bastante para entender que Macapá está no caminho certo.

Andreza Sanches/Asscom PMM

Fotos: Saulo Silva

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: