Baiuca

Nutricionista fala dos benefícios e malefícios do chocolate

Faltando pouco para a Páscoa, já começou a corrida pela compra dos tradicionais ovos de chocolate. Com tanta variedade disponível no mercado, é difícil controlar o consumo e não sair da dieta. Apesar de deliciosos e de pesquisas comprovarem que trazem benefícios, o consumo excessivo de chocolate pode estragar os planos de quem está brigando com a balança para manter o peso, é o que alerta a Nutricionista da Faculdade Estácio de Macapá, Ana Paula Bernardo.

“Ao leite, branco, meio amargo, amargo. Todos eles são chocolates, mas contém propriedades muito diferentes. O mais prejudicial para a saúde é o branco, pela quantidade elevada de gordura. Ele apresenta em sua composição a manteiga de cacau, ao invés da massa de cacau, assim tendo um maior teor calórico e maior quantidade de gordura saturada, além de não apresentar os mesmos benefícios antioxidantes quando comparado com a versão amarga”. Explica a Nutricionista.

O valor calórico é elevado, o que torna o chocolate um vilão para quem está acima do peso e pretende emagrecer. Os malefícios referem-se principalmente à quantidade de gordura e ao teor calórico, que acabam causando sérios problemas à saúde, como a obesidade por exemplo. Portanto, o ideal é optar pelos chocolates com maior teor de cacau, no caso os mais amargos e sempre analisar atentamente os rótulos nutricionais.

O chocolate não tem só substâncias ruins para o corpo, há também uma série de benefícios para o organismo. Ana Paula explica que para que o benefício aconteça o alimento precisa contar com pelo menos 70% de pó de cacau em sua composição, ou seja, ser um chocolate amargo. Entre os pontos positivos do chocolate amargo destacam-se a diminuição de riscos de doenças cardiovasculares e de câncer. Além disso, o alimento protege o cérebro e pode contribuir para a diminuição do colesterol ruim e da pressão arterial. Todos esses benefícios ocorrem porque o chocolate amargo possui boas quantidades de pó de amêndoa de cacau que é rico em flavonoides. Esta substância é um poderoso antioxidante e proporciona todos esses pontos positivos para a saúde.

O ideal para quem consome chocolate diariamente é de 25 a 30 gramas, o que equivale a uma barra pequena. Passando disso, o consumo não é recomendado. Ele pode trazer vários problemas de saúde com o passar dos anos. O consumo abusivo pode levar não só ao excesso de peso, como também a elevação de pressão arterial, taxas elevadas de glicose sanguínea, hipercolesterolemia, diabetes tipo 2, doenças coronarianas, e até agravar alguns tipos de câncer, por isso vale a pena consumir o produto apenas moderadamente.

Ana Paula explica que é preciso saber planejar depois do excesso. O importante é uma dieta leve que atenue as gorduras ingeridas. Salada de folhas, frutas e legumes são leves e ideais. Suco de maracujá ou limão sem açúcar também fazem parte de uma dieta leve. E que o erro está no pensamento de compensação. “O pensamento de compensar depois é muito perigoso, porque a pessoa não come nada o dia inteiro para compensar o que comeu no feriado, pula refeições importantes, fica com fome e acaba comendo os ovos que sobraram”, explica.

O corpo sabe lidar com pequenos exageros de vez em quando. O bom é saber planejar e não substituir refeições por chocolate ou cortar alimentos importantes como arroz, carne, feijão. Tanto para aliviar o organismo das calorias quanto para movimentá-lo, exercícios físicos são sempre recomendáveis, acompanhado de um profissional habilitado.

A Nutricionista Ana Paula ainda dar duas dicas para quem exagerar no chocolate

– Para quem exagerar na delícia e ficar com peso na consciência, pode-se tomar um copo de 200ml de água com o suco de um limão – a fruta tem poder adstringente, limpando o organismo das toxinas do chocolate.

Já na segunda-feira pós-Páscoa, deve-se retornar ao programa alimentar saudável e sua rotina de treinos. “Quanto antes, melhor”.

Diani Correa

Comunicação Estácio – Núcleo Amapá

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.