‘Peneira’ de grafeno é capaz de transformar água do mar em água potável

Projeto pode ser uma solução para a população que sofre com sede. ONU estima que 14% da população vai conviver com o problema até 2025

ientistas da Universidade de Manchester, na Inglaterra, desenvolveram uma espécie de “peneira” feita de grafeno — uma das formas cristalinas do carbono — capaz de transformar água do mar em água potável. O projeto pode ser uma solução para a população que sofre com a sede. A ONU estima que, até 2025, 14% da população enfrentará esse problema.

A pesquisa, publicada no periódico Nature Nanotechnology, conseguiu resolver o inchamento que antes ocorria quando as membranas de óxido de grafeno eram colocadas em ambiente aquático. O problema impedia a filtragem de moléculas salinas menores.

O grafeno é uma camada de átomos de carbono organizada em forma de treliça hexagonal. A peneira feita pela equipe de cientistas é produzida a partir de um derivado químico seu, o óxido de grafeno. Diferente das camadas normais do material, as membranas feitas de óxido de grafeno possuem buracos pequenos e uniformes o bastante para não deixar passar nanopartículas, moléculas orgânicas e sais de cristais grandes.

A filtragem com esse tipo de material já havia sido testada, mas apresentava um grave problema: quando colocada na água, a membrana feita do óxido inchava. Isso deixava passar partículas de sais menores juntamente com as moléculas aquáticas.

A solução achada por eles foi implantar uma espécie de “parede” feita de resina epóxi em cada lado da membrana. O artifício consegue frear o inchaço e, melhor ainda, ajustá-lo para deixar passar mais ou menos sais.

Galileu

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: