Trump às Nações Unidas: “Se necessário iremos destruir a Coreia do Norte”

Fica o aviso, feito perante o mundo inteiro. Se Pyongyang não recuar, “não teremos outra escolha senão destruir totalmente a Coreia do Norte”, advertiu Donald Trump, a partir do púlpito da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Um murmúrio encheu a sala repleta, após as palavras do Presidente norte-americano, que apelou à unidade para isolar o regime.

Os testes nucleares e de mísseis balísticos da Coreia do Norte “ameaçam o mundo inteiro”, lembrou o Presidente norte-americano. “É altura de a Coreia do Norte perceber que a sua desnuclearização é o único futuro aceitável”, advertiu.

Trump apontou o dedo ao verdadeiro responsável, Kim Jong-un, o líder da Coreia do Norte, a quem chamou rocket man, o “homem dos foguetões” mas também o “homem foguetão” que dispara para todos os lados em provocação.

Veja matéria completa no site Opinião

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.