AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Crias do Curro Velho apresentam espetáculo de dança urbana

“Estou no Curro Velho desde os meus nove anos de idade, quando minha mãe me trazia para as oficinas de artes plásticas para crianças. Já são 12 anos participando de tudo que envolve arte aqui. Na primeira oficina de hip hop eu e a minha irmã nos inscrevemos e estou na dança desde então, eu sou uma cria do Curro Velho”, pontua a intérprete criadora, Jéssica Patrícia do Rosário.

A dançarina integra o grupo de alunos do curso de danças urbanas da Fundação Cultural do Pará realizado nas Oficinas Curro Velho. Nesta quarta-feira, estreia o espetáculo “Afro Caboclo: em nossa mente” com um elenco de 11 alunos. O espetáculo segue até o dia 24 de novembro, sempre às 18h, no Teatro do Curro Velho, com entrada franca.

Segundo o instrutor da oficina de dança, Ismael dos Santos Rodrigues, a apresentação é resultado do Laboratório de Artes Cênicas, que teve como objetivo levar os alunos da instituição para outro patamar. “Eles iniciam como aprendizes e depois se tornam produtores e o Curro Velho retribui isso trazendo eles como instrutores”, explica.

O laboratório teve a duração de três meses e foi dividido em três etapas, incluindo percussão e dança contemporânea. “Uma das propostas do laboratório foi trabalhar o regional e também a cultura afro dentro das danças urbanas, trazer todas as linguagens para uma zona mais próxima e fazer com que os alunos buscassem se tornar artistas mais completos, livres de preconceito e fora das suas zonas de conforto”, ressaltou Ismael Rodrigues.

Do espetáculo o público poderá esperar estar bem próximo de toda a criação da apresentação. “O Afro Caboclo vai funcionar como um bastidor ao vivo do que realmente aconteceu, da energia passada através da música e convertida em movimentos do corpo. Todos se sentirão representados, seja do urbano, da capoeira, do regional e outros estilos” comentou o instrutor.

“Afro Caboclo: Em nossa mente” contará com a participação de dois artistas convidados: Mika Nascimento e Edson Santana. O espetáculo terá percussão e dança ao som das músicas de intérpretes paraenses como Dona Onete, mestre Verequete, entre outros.

Serviço:

Espetáculo “Afro Caboclo: em nossa mente”
Estreia nesta quarta-feira, dia 22, às 18h
Local: Teatro das Oficinas Curro Velho no bairro do Telégrafo (Final da travessa Djalma Dutra)
Entrada gratuita
Reapresentação nos dias 23 e 24 de novembro, às 18h

*Colaboração: Rejane Nascimento.

Por Andreza Gomes

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: