AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Programa casamento na comunidade une 59 casais no Conjunto Macapaba

Diante do altar preparado pela Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Macapaba, a cerimônia ocorrida na última sexta-feira (24) não deixou a desejar a nenhuma outra edição do Programa Casamento na Comunidade do Tribunal de Justiça do Amapá. (VISUALIZAR FOTOS)

Realizado em cooperação com o cartório Jucá Cruz, Assembleia Legislativa do Amapá e outros parceiros a cerimônia uniu 59 casais em matrimônio. Foi o caso do seu Carlos Alberto Pontes, 52 anos e dona Benedita Tavares Cordeiro, 42. Depois de 24 anos convivendo em regime de união estável, os dois decidiram trocar as alianças oficializando a relação.

“Sempre tivemos vontade de oficializar o nosso relacionamento, mas nunca dava por conta do valor e até da burocracia. Aí nós ficamos sabendo que o Tribunal de Justiça tem esse programa e viria até o nosso conjunto. Resolvemos nos inscrever e a partir de agora estamos casados”, disse seu Carlos.

Dona Benedita, agora de aliança no dedo, não escondia a felicidade do momento que para ela foi único. “Toda mulher que quer construir uma família sonha com um momento como esse. Para nós que sempre tivemos vontade de legalizar a nossa situação, não podíamos deixar passar essa oportunidade”, disse a dona de casa.

No relacionamento o casal teve uma filha, Cibele Cordeiro Pontes, hoje com 23 anos, que fez questão de acompanhar a cerimônia que selou a união dos pais. “Foi um momento muito gratificante pra mim ver meus pais casando depois de tanto tempo juntos. Eu queria que fosse bem antes, mas já que só deu agora, isso é que importa. Se eles estiverem felizes eu também estou”, revelou a filha.

O presidente da associação de moradores do Macapaba, Emerson Rocha Pimentel, que no evento também compôs o dispositivo de honra, agradeceu a iniciativa do Tribunal de Justiça do Amapá por levar o programa até a comunidade.

“Para essa comunidade que ainda é muito desprovida de políticas públicas, todo o agradecimento é pouco à equipe do Tribunal de Justiça e aos parceiros que estão aqui e que não mediram esforços quando nossa Associação, juntamente com o companheiro Roberto Macapaba, os procurou para trazer o programa até aqui e fazer muitos casais felizes. Muito Obrigado!”, agradeceu.

A cerimônia foi presidida pela coordenadora do Programa Casamento na Comunidade do TJAP, juíza Joenilda Lenzi, que durante seu discurso enfatizou a importância de trazer para a legalidade uma união que muitas vezes já dura anos.

“A Justiça do Amapá se sente honrada em saber que esse programa vem dando certo a cada edição. A nossa intenção é justamente essa, formalizar a união de casais e esperamos que as parcerias com o Cartório Jucá Cruz, com a Assembleia Legislativa e com os demais órgãos se fortaleça cada vez mais, porque se todos ajudarem esse projeto vai permanecer e abençoar muitas vidas”, explicou a magistrada.

O juiz Fábio Santana, que também faz parte da coordenação do Programa Casamento na Comunidade, acompanhou a cerimônia como convidado de honra. A próxima edição do evento acontecerá no dia 1º de dezembro no município de Santana.

– Macapá, 27 de novembro de 2017 –

Assessoria de Comunicação Social

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: