“Trilogia” completa 15 anos e encerra temporada com shows em Macapá e Santana

Três das maiores vozes da Amazônia aterrissam este mês em terras tucujus, pelo projeto musical “Trilogia”, que em 2017 completa 15 anos de estrada. Composto pelos cantores paraenses Nilson Chaves, Lucinha Bastos e Mahrco Monteiro, os artistas encerrarão a temporada de apresentações deste ano em grande estilo, com apresentações no dia 29, em Macapá, na Sede dos Magistrados, e no dia 30, em Santana, na boate V11 Golden House.

A produção do Trilogia está por conta da Duas Telas Produções, que recentemente trouxe Ney Matogrosso à capital para única apresentação, no início de dezembro, considerado sucesso de público. De acordo com os organizadores, o evento que chega a sua 15ª temporada, foi pensado para um público seleto, amante da música regional e de qualidade. “Sem dúvida, este será mais show que ficará para a história”, aposta a produtor Josimar Barros.

O Trilogia é considerado um dos projetos musicais de maior sucesso da Amazônia, que surgiu de um simples encontro entre amigos e, atualmente, celebra uma década de meia de estrada, levando ao Brasil inteiro grandes sucessos musicais da cultura amazônica. “A essência do sucesso do Trilogia é, na avaliação dos próprios artistas, fruto de uma grande amizade regada a muita música e cumplicidade”, segundo os organizadores.

Os artistas

Lucinha Bastos –  Cantora, violonista e compositora paraense. Filha de Luciano Bastos, fundador do Banda Sayonara, de Belém. Foi a melhor intérprete de festivais no Pará e em Minas Gerais. Gravou um compacto duplo, três LPs e três CDs ao vivo. Participou de 14 discos, um LP e nove CDs de amigos, empresas e instituições.

Apresentou-se na sala Funarte, no Free Jazz Festival, ao lado do trompetista cubano Arturo Sandoval. Cantou ao lado de Ângela Maria, Elizeth Cardoso, Baden Powell, dos paraenses; Sebastião Tapajós, Altino Pimenta, Billy Blanco, Fafá de Belém, Leila Pinheiro, Jane Duboc e do magnífico Waldemar Henrique. No ano de 2004, lançou o Projeto Trilogia “A força que vem das ruas”, juntamente com Mahrco Monteiro e Nilson Chaves.

Nilson Chaves – Eternizou-se em sua terra natal (Pará) pela canção “Sabor Açaí“. Sendo um dos
cantores mais conceituados no mercado internacional. Confessa ter orgulho de ser um artista genuinamente amazônico. Tem dois CDs lançados na Europa, já se apresentou em uma série de shows pela Alemanha e França. Já recebeu indicação ao Grammy Latino, o Oscar da Música Latino-americana. Foi um dos grandes destaques do Fercapo (Festival Regional da Canção Popular). Nilson Chaves tem parceiros por todo Brasil e construiu muitas amizades ao longo de 50 anos de existência que se traduzem em algo importante em sua vida. Foi por saudades dos amigos que ele começou a cantar o Pará, à época em que morava no Rio de Janeiro. Daí a marca de suas músicas influenciada pelas misturas de ritmos paraenses e por colegas, também paraenses, nacionalmente conhecidos.

Mahrco Monteiro – Carioca de Jacarepaguá e dono de uma voz privilegiada, Mahrco Monteiro começou sua carreira em 1985 ao lado do grupo gema. Em 1987, grava seu primeiro disco “chamegoso”. Foi para Belém aos dois anos de idade, póstero de uma família de músicos (sua mãe cantava, seu tio era saxofonista, seu tio Bebé era violoncelista e seu tio-bisavô, Henrique Gurjão, era maestro). Decidiu tentar a carreira artística participando de dois festivais, o VI encontro da RIOTUR, com a música “Mar Aberto”, se classificado entre os quinze melhores intérpretes e o primeiro festival da Rádio Nacional, com o samba “Canto Negro” de autoria de João da Mata.

Serviço:

Show Trilogia 15 anos
Realização: Duas Telas Produções e Ideias
Dias 29 e 30 de dezembro de 2017

Dia 29 em Macapá
Local: Sede dos Magistrados
End. Rua Doutor Braulino de Souza Pimentel, 1854 – Universidade, Macapá – AP, 68903-501
Hora: 22h

Dia 30 em Santana
Local V Gold Lounge Bar
End. Av. Princesa Isabel N ° 1569 Centro
68.925-000 Pôrto Santana, Amapa, Brazil
Hora: 22h

Contatos:
96 99149-6446
96 99113-9341

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.