AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Bolsa de NY tem maior queda em sete anos

Investidores temem que a inflação saia do controle na maior economia do mundo, levando a uma alta mais acelerada dos juros

Cláudia Trevisan

O temor de que a economia americana entre em uma fase de superaquecimento provocou pânico nesta segunda-feira, 5, no mercado acionário dos EUA, que fechou com a maior queda em pontos da história. O movimento de venda acentuou perdas registradas na sexta-feira e se espalhou por Bolsas na Europa, Ásia e América Latina. Sob esse efeito, em São Paulo, o Ibovespa – com as principais ações em negociação na B3 – acompanhou a queda de seus pares em Nova York, porém, em ritmo um pouco mais contido. O índice fechou em baixa de 2,59%, aos 81.861,08 mil pontos.

Em termos porcentuais, o tombo no exterior foi o maior desde 2011 e anulou os ganhos obtidos pelos investidores em 2018. O índice Dow Jones sofreu a maior perda diária em pontos da história, ao ceder 4,60%, aos 24.345,75 pontos.

Veja mais no Economia Estadão

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: