Adesivo que trata os sintomas do Alzheimer já está disponível no SUS

Educa

O benefício é que absorção do remédio acontece ao longo do dia, diminuindo os efeitos colaterais no paciente.

Novo tratamento para o Alzheimer já está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) em forma de adesivo. O remédio rivastigmina, que já existe em comprimido e solução oral agora está disponível via adesivo transdérmico. O benefício é que absorção do remédio acontece ao longo do dia, diminuindo os efeitos colaterais no paciente. Informações são do portal G1.

De acordo com o Ministério da Saúde, o adesivo já está disponível nas unidades de saúde que são responsáveis por distribuir este tipo de remédio. Todos os pacientes com alzheimer que já usem a rivastigmina podem ter acesso, desde que apresentem alguns documentos e estejam dentro dos critérios de elegibilidade dos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêutica (Cartão Nacional de Sáude, RG, prescrição médica, etc)

A rivastigmina aumenta a quantidade da acetilcolina no cerébro e é benéfica pois no corpo de uma pessoa com alzheimer, esta substância fica reduzida. Mas há um obstáculo, que agora pode começar a ser enfrentado com o adesivo. A medicação oral e comprimida causava sintomas gastrointestinais como náuses e diarreia, além de diminuição do apetite e dores de cabeça.

Saiba mais no O Povo Online

Aprecie a boa música da Amazônia

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.