Fóssil encontrado na Argentina muda a história dos dinossauros gigantes

Um fóssil encontrado na Argentina demonstra que os primeiros dinossauros gigantes apareceram 30 milhões de anos antes do que se pensava, indica um estudo publicado na revista da Universidade Nacional de San Juan, citado pelo RT.

O fóssil foi encontrado no departamento de Caucete, província argentina de San Juan, na fronteira com o Chile. O achado indica que o Ingentia prima (primeiro dinossauro herbívoro gigante) viveu no fim do período Triássico, entre 205 e 210 milhões de anos atrás, e não no Jurássico há 180 milhões de anos, como se acreditava até agora, diz o artigo citado pelo RT.

Os pesquisadores acreditam que este primeiro dinossauro gigante chegou a pesar até 10 toneladas, três vezes mais do que os animais com que coexistia. A autora principal do estudo, Cecilia Apaldetti, do Museu de Ciências Naturais da Universidade de San Juan (IMCN), considera que o Ingentia prima deu origem ao gigantismo entre os dinossauros, que 100 milhões de anos depois seria incorporado por saurópodes de até 70 toneladas, como o Argentinosaurus ou Patagotitan.

Veja mais no Sputnik Brasil

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

One thought on “Fóssil encontrado na Argentina muda a história dos dinossauros gigantes

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: