Técnica revolucionária de edição do DNA pode causar graves danos genéticos

Educa

Parece que o CRISPR-Cas9, ferramenta de edição genética que trouxe promessas de eliminar partes “indesejadas” do genoma, como aquelas que causam doenças, e até mesmo inserir novas sequências, não é tão segura quanto parecia. Um novo estudo descobriu que a técnica pode causar danos maiores ao que havia sido observado anteriormente.

Para se ter uma ideia do quanto a técnica foi considerada revolucionária, foi cogitada para um prêmio Nobel de química, e acreditava-se que ela poderia erradicar doenças. Porém, pesquisadores nesta segunda-feira (16) disseram que ela pode causar mutações genéticas inesperadas.

De acordo com experimentos realizados em um laboratório usando células de camundongo e humanas, a técnica CRISPR-Cas9 causou “frequentemente” mutações genéticas “extensas”. Esta foi a primeira avaliação que trouxe consequências inesperadas devido ao uso da ferramenta

Allan Bradley, do Instituto Wellcome Sanger, na Inglaterra, co-autor do estudo, disse que “mudanças no DNA foram seriamente subestimadas antes”. A pesquisa foi publicada na revista científica Nature Biotechnology.

Saiba mais no Tudocelular

Abertura do Encontro dos Tambores no Amapá

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.