Educa

Animais sem fronteiras: dicas para viajar com seu pet

Um dossiê completo com a documentação necessária, macetes para encontrar hospedagens e viajar sem neuras com seu amigo bicho

Debbie Corrano

Estava em Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia, apertando todas as campainhas de hospedagens que tinham placas de aluguel. Em uma mistura de inglês e um tailandês improvisado do Google Tradutor, perguntava se algum dos quartos disponíveis aceitava cachorros. Após a cara de espanto, vinha a risada: é claro que não.

Eu sabia que morar com meus dois cachorros na Tailândia seria desafiador, mas não sabia quão complicado até a parte mais básica dessa jornada se sairia. Encontrar um lugar para morar com meus dois cães, na incrível Chiang Mai, foi uma das partes mais complicadas da nossa estadia na Ásia. De repente, passear com meus cães e ter vários cachorros de rua nos seguindo virou parte do nosso cotidiano.

Depois de mais de 50 visitas, conversas, ligações e indicações de conhecidos e desconhecidos, descobri que existe uma política na Tailândia que proíbe animais em condomínios residenciais. São leis do país. Dei sorte de encontrar uma das poucas hospedagens que aceitavam animais em toda a região e consegui um lugar para ficar por pouco mais de um mês.

Acompanhe a íntegra no Viagem e Turismo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.