Como controlar os excessos na ingestão de alimentos à noite

Nutricionista ensina a evitar que o descontrole alimentar noturno se transforme em aumento de peso, obesidade e diabetes

Cristiane Perroni

O comportamento alimentar está relacionado a questões fisiológicas, metabólicas e ambientais. O ser humano por essência era uma espécie diurna, se alimentava durante o dia e descansava a noite. Essa regulação era feita pelo ciclo circadiano (claro e escuro) e produção de substâncias (cortisol, serotonina, leptina …) que controlavam a ingestão alimentar. Com a vida moderna, horário de trabalho, vida social e estresse, esse padrão foi modificado, havendo maior dificuldade no controle da ingestão alimentar, principalmente à noite. Como consequência, vieram o aumento do excesso de peso, obesidade e diabetes.

Algumas atitudes também pioram o comportamento alimentar noturno. Por exemplo, ficar muitas horas sem se alimentar, ingerir menos de 50% das calorias diárias durante o dia guardando grandes quantidades para a noite, usar o alimento como presente ou compensação, a desorganização alimentar comendo constantemente fast food (pizza, hambúrguer…), entre outras.

À noite também é o momento em que relaxamos, nos “encontramos” com nossos problemas ou com o que não demos conta ao longo do dia, estamos a sós e temos maior disponibilidade de comida. Confira algumas orientações para evitar o descontrole e maior ingestão de alimentos.

Saiba mais no Globo Esporte

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: