Com carência de 16 mil vagas concurso do INSS pode ter salários de até R$ 10.616,14

É grande a expectativa pela autorização do novo edital do Instituto Nacional do Seguro Social (concurso INSS). Mas o fato é que até o momento não há previsão de quantidade de vagas ou mesmo autorização iminente de um novo concurso. E não há mesmo como, já que estamos em uma fase de transição e renovação do quadro político.

Na última audiência da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENASPS) com a presidência do INSS, no dia 25 de setembro de 2018, o assunto “concurso” foi outra vez tratado. Mas a lista de reivindicações foi mais ampla: envolveu tanto a jornada de trabalho de 30 horas quanto melhores condições salariais e de trabalho para os servidores do órgão.

No relatório da audiência, foi enfatizado que “a A FENASPS apresentou denúncia de que os impactos ocorridos com as alterações dos processos de trabalho, visto que a grande demanda de processos represados após a implantação das novas tecnologias, geram pressão por produtividade para os servidores e servidoras, que trabalham no limite da sua capacidade”. Tal problema tem gerado, segundo a Federação, aumento no índice de adoecimento, inclusive com a ocorrência de suicídios.

Os representantes do INSS afirmaram que é significativa a falta de servidores, pois a carência atual é estimada em mais de 16 mil. E como um concurso com essa quantidade de vagas está fora de questão (até mesmo por conta da PEC 95), será necessário promover a chamada “alteração nos processos de trabalho e estabelecimento de metas de produtividade”.

A FENASPS defende que essa nova diretriz de produtividade precisará passar por um “amplo debate com todos os servidores, porque não resolverão os problemas do INSS, diante da impossibilidade de concurso público e a existência de

número elevado de servidores aptos a se aposentar”.

Concurso INSS 2019

Diante do que está exposto, as esperanças dos candidatos estão depositadas no ano que se iniciará. Ou seja, tudo pode mudar a partir de janeiro de 2019 (tanto para melhor, quanto para pior), quando serão empossados os novos eleitos, e novas circunstâncias serão desenhadas.

Em 24 de maio de 2018 foi publicado no Diário Oficial da União a portaria nº 2178 que tem como finalidade subdelegar ao Presidente do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS a autorização para realizar algumas decisões e atos para provimento do quadro de pessoal da entidade.

Veja mais no site TNH 1

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: