Educa

Após assassinato em cela, Paraguai extradita traficante brasileiro

Marcelo Piloto estava preso há quase um ano no Paraguai e de lá comandava o envio de drogas e armas para os morros cariocas

Geisy Garnes e Helio de Freitas, de Dourados

Após assassinar uma jovem de 18 anos dentro de uma cela do do Agrupamento Especialização de Assunção, no Paraguai, o traficante Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo “Piloto”, foi extraditado para o Brasil na madrugada desta segunda-feira (19).

Segundo informações do site ABC Color, o voo em direção ao Brasil partiu do Grupo Aerotático da Força Aérea Paraguaia, en Luque, por volta das 5 horas de hoje. Pelo menos três equipes das Forças Operacionais Especiais de Polícia do Paraguai fizeram a segurança do traficante durante a extradição. Não há informações sobre para onde Marcelo foi levado no território nacional.

Considerado uma das lideranças do Comando Vermelho, o suspeito soma um condenação de 26 anos de prisão no Brasil por crimes no Rio de Janeiro. No Paraguai, ele foi preso por tráfico de drogas e uso de documentos falsos e desde o fim de setembro esperava para ser extraditado.

Veja íntegra no Campo Grande News

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: