Educa

Justiça concede liberdade a João de Deus e ao filho, mas médium seguirá preso

Educa

O Tribunal de Justiça de Goiás concedeu nesta terça-feira habeas Corpus ao Médium João de Deus e ao filho dele Sandro Teixeira – em uma ação penal de 2016 por coação e corrupção das testemunhas.

O médium, no entanto, permanecerá preso, já que responde a outros dois processos que aguardam julgamento, tanto no Superior Tribunal de Justiça quanto no Supremo Tribunal Federal.

Sandro Teixeira, que não responde a nenhum outro processo, será colocado em liberdade. Junto com o Habeas Corpus foi emitida uma medida cautelar que proíbe que ele se aproxime de qualquer uma das testemunhas do caso, como explica o advogado De Sandro, Guilherme Amaral.

O trancamento da ação e a prisão domiciliar, pedidos pela defesa de João de Deus foram negados. De acordo com o voto de uma da desembargadora Avelirdes Pinheiro, não se comprou que a unidade prisão em que o médium se encontra não tem capacidade para oferecer atendimento adequando a ele.


Mesmo com o atendimento parcial da ação da defesa, um dos advogados de João de Deus, Alex Neder, comemorou a sentença:

João de Deus está preso preventivamente desde o dia 16 de dezembro e responde a acusações de estupros enquanto prestava atendimento espiritual na Casa Don Inácio de Loyola, em Abadiânia, em Goiás.

EBC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.