Educa

PF investiga relação de empresas de alimentos com o tráfico de drogas

Policiais federais cumpriram nesta terça (26) dois mandados de prisão preventiva no Rio de Janeiro contra acusados de lavagem de dinheiro relacionado ao tráfico internacional de drogas.

Também estão sendo cumpridos sete mandados de busca e apreensão nos estados do Rio e Paraná.

Segundo a PF, a operação Tio Oculto identificou empresas do ramo alimentício constituídas nesses dois estados com o objetivo de lavar dinheiro do tráfico.

Um dos presos é conhecido como Tio, é de El Salvador e tem 64 anos.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal,  ele foi detido em um apto na Barra da Tijuca.

O segundo alvo seria a esposa dele, que é brasileira e foi presa no bairro da Taquara.

Ainda segundo a assessoria, este primeiro preso já havia sido expulso do Brasil após uma prisão em 2005 por tráfico de pessoas.

Como tem um filho brasileiro, conseguiu revogar a expulsão e retornou ao país.

Ele já teria passado por detenções anteriores também nos EUA e na Argentina.

A PF informou ainda que ele usava a esposa para abrir os negócios, dentre os quais, lanchonetes em shoppings do Rio.

A organização criminosa também constituiu empresas no Paraguai.

EBC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.