Motorista que arrastou idosa no asfalto acumula infrações desde 2014

Educa

Willian Weslei Lelis Vieira teve a Carteira Nacional de Habitação (CNH) suspensa em 13 de junho por embriaguez ao volante. Crime ocorreu dois dias depois

Dois dias antes de arrastar uma vendedora de balões na porta de uma festa junina, em Taguatinga Sul, o empresário Willian Weslei Lelis Vieira, 34 anos, teve a Carteira Nacional de Habitação (CNH) suspensa. A punição foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal na quinta-feira (13/6) da semana passada. Apesar disso, a lei concede o prazo de 30 dias para ele entregar a documentação no Departamento de Trânsito (Detran) e começar a cumprir a regra, o que ocorrerá a partir de 13 de julho.

Continua depois da publicidade
Willian precisa ficar um ano sem assumir o volante. A CNH só volta a valer após o condutor passar por um curso de reciclagem. O processo que motivou a suspensão se refere a uma blitz de 16 de dezembro de 2016. O empresário foi parado por policiais militares no Sudoeste, mas se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Em 4 de julho de 2018, o Diário Oficial do Distrito Federal também publicou uma suspensão da CNH do motorista por um flagrante de embriaguez em 12 de outubro de 2014, mas Willian recorre dessa primeira decisão e, por causa disso, não precisou entregar a CNH ainda.

Essa não é a única infração de trânsito cometida pelo morador de Taguatinga. Desde 2014, ele acumula multas por excesso de velocidade, uso de celular ao volante e estacionamento irregular. Apenas do início do ano até agora, Willian levou duas multas por parar o carro de forma irregular.

Veja mais no Correio Braziliense

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.