Educa

Duas escolas do Distrito Federal vão ser militarizadas mesmo com votação pela recusa do modelo

Apesar das comunidades escolares do Centro Educacional Gisno, na Asa Norte, e do Centro de Ensino Fundamental 407 de Samambaia recusarem a adoção do modelo de gestão compartilhada, as duas unidades de ensino também vão adotar esse tipo de administração.

O governador Ibaneis Rocha anunciou nesta segunda-feira que a votação ocorrida no fim de semana era apenas uma consulta, portanto o resultado não é vinculativo. Ele afirmou que o modelo de gestão compartilhada entre a Secretaria de Educação e a de Segurança Pública será implementado nas escolas com situação mais crítica.

“Eu vou manter a consulta, mas quem decide onde vai ser implementado são os dados técnicos, os dados estatísticos, os dados de Ideb, que demonstram que essas escolas são as piores do Distrito Federal. Eu estou aqui para cuidar da população”.

Nesta segunda-feira, um grupo de pais de alunos do Centro de Ensino Fundamental 407 de Samambaia fez um protesto por causa do resultado da votação do sábado, quando 60% dos pais foram contra o modelo de gestão compartilhada. Eles alegam que houve alguma adulteração no placar. Horas depois do protesto, um aluno do colégio foi esfaqueado na porta da escola.

Devido à violência e também à indisciplina dentro dos colégios, alguns pais do Distrito Federal são favoráveis ao modelo de gestão compartilhada. É o caso da cabeleireira Keilane da Silva.

“Do jeito que as coisas estão hoje, com a bagunça dentro das escolas, com a falta de respeito dos alunos em relação aos professores, o corpo docente das escolas, acho que ajudaria muito”.

Valdenir Costa considera a presença de policiais militares dentro das escolas positiva, mas afirma que interfere na liberdade dos jovens.

“Está muito perigoso dentro das escolas, mas em outra ocasião vai tirar privacidade do alunos”.

Os últimos colégios a aprovarem a administração compartilhada foram os Centros de Ensino Fundamental 01, do Núcleo Bandeirante, 01 do Itapoã e 19 de Taguatinga. No dia 10 de agosto, foi a vez da comunidade escolar do Centro Educacional Estância 03 em Planaltina aceitar. Desde fevereiro, os alunos dos Centros Educacionais 03, de Sobradinho; 308, do Recanto das Emas; 01 da Estrutural e 07 de Ceilândia já estudam em escolas de gestão compartilhada.

Agora, com mais o Centro Educacional Gisno, na Asa Norte, e o Centro de Ensino Fundamental 407 de Samambaia, serão, ao todo, dez escolas onde os professores cuidam da parte pedagógica e os policiais militares da segurança.

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: