Dia do fotógrafo: o olhar através das lentes

Confira dicas para quem quer fazer da Fotografia profissão

 

O dia 8 de janeiro é reconhecido como a data que celebra o fotógrafo ou dia mundial da fotografia. Democrática e em um processo de constante evolução, a profissão encanta os que abraçaram a máquina como companheiras de trabalho e também os admiradores desta arte. Seja como carreira ou hobby, ambos expressam as emoções por meio das lentes das suas câmeras.

Após 20 anos de formação em Jornalismo, Tatiany Carvalho (43), se rendeu à paixão pela fotografia. O novo olhar da vida foi a principal conquista de um auto presente. Quando completou 40 anos, presenteou-se com uma câmera digital e, a partir daí, iniciou uma jornada pelos caminhos da arte, dando novo sentido à sua atuação profissional.

Ainda considerando-se iniciante, porém já completamente “apaixonada” pelo novo caminho que vem trilhando no mercado, a jornalista fala sobre essa descoberta. “Em determinado momento na minha vida, tive a vontade de fazer uma comunicação mais humana, mais afetiva. Nas imagens, eu busco o outro, o que o move, faço uma imersão para entender a realidade de cada indivíduo”, conta. Em sua página @históriasdeafetos, criada para dar vasão a seus clicks, a jornalista desnuda almas através de imagens que misturam técnica e sensibilidade.  

Também jornalista e especializado em fotografia há duas décadas, João Alvarez (44) descobriu o interesse pelo mundo das imagens ainda na graduação, quando participou das disciplinas de fotojornalismo. Experiente, João aconselha os recém-chegados ao mercado de trabalho. “Primeiramente, precisa ter paixão. A gente namora, pega na mão e depois as coisas vão fluindo. As pessoas precisam estudar menos a técnica e mais o olhar fotográfico”, diz.

Para quem pretende iniciar ou se aperfeiçoar na fotografia, existem programas de bolsas de estudo, como o Educa Mais Brasil, que tornam o investimento viável. Através de descontos nas mensalidades, que podem chegar até 70%, o Educa possui parcerias em todo Brasil, fomentando a educação e contribuindo com a qualidade profissional e educacional de milhares de pessoas.  

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.