Lançamento do Brasil Export busca reorganização do setor portuário brasileiro

Educa

As medidas para a melhoria da infraestrutura portuária brasileira e do fluxo logístico de cargas em diversas regiões,  começaram a ser tratadas nesta quinta-feira, 6, no lançamento do Brasil Export, em Brasília. O evento,  voltado para o setor portuário e de infraestrutura foi aperfeiçoado em 2019,  quando o Santos Export, ganhou nova dimensão e foi regionalizado, permitindo que as questões passassem a ser tratadas em nível nacional e os debates  iniciassem em cada uma das regiões selecionadas . O diretor-presidente da Una Marketing de Eventos, Fabrício Julião, deu início à reunião de lançamento, que contou com a presença de autoridades portuárias, investidores, parlamentares, e representantes de instituições marítimas. O Brasil Export será no mês de outubro, na capital federal.

Antes Santos Export, o atual Brasil Export – Fórum Nacional de Logística e Infraestrutura Portuária, chega em sua 18ª edição com a característica de fomentar as discussões em seis fóruns que irão acontecer sob a direção dos coordenadores, apresentados durante o lançamento, garantindo debates com a participação de autoridades, investidores e representantes do setor portuário locais. Durante o lançamento, os coordenadores dos fóruns regionais foram apresentados, e juntos com as equipes técnicas estarão sob a coordenação geral de José Roberto Campos, do Comitê Orientador do Brasil Export.

“A partir deste ano o evento assume uma mudança drástica, para melhor, e com certeza os eventos regionais serão bem conduzidos, e o nacional acontecerá com o apoio de todos. O setor portuário está reorganizando sua infraestrutura, que passará a ser inteligente, para acompanhar o desenvolvimento” disse o coordenador José Roberto. Diogo Piloni, secretário Nacional de Portos, confirmou a importância do Brasil Export para formulação de propostas viáveis. “É um projeto ambicioso, e os fóruns regionais irão trazer os debates setorizados. Vamos dar encaminhamento em temas importantes que saíram da pauta, e estabelecer um novo modelo para o setor”, conceituou o secretário.

A reorganização do setor portuário com foco para a logística, infraestrutura e inovações tecnológicas, objetivos do Brasil Export, atendem a necessidade de desenvolvimento para acompanhar investimentos. Dados da Secretaria Nacional de Portos indicam que em 2019, 36 contratos de Terminais de Uso Privado (TUPs) foram assinados, incluindo dois no município de Santana, no Amapá. A execução destes contratos significam R$ 14 bilhões em investimentos, aumentando a oportunidades de geração de emprego com a movimentação da atividade portuária no Brasil, o que atesta a importância do Fórum Nacional de Logística e Infraestrutura Portuária.

Norte Export

Macapá irá sediar o Norte Export, formado por representantes dos estados da Amazônia Legal, e acontecerá nos dias 27 e 28 de abril, dando início à maratona de fóruns regionais preparatórios. A expectativa é que sejam debatidos assuntos de interesse da rede de infraestrutura portuária que compreendem o Arco Norte, fundamentais para o escoamento da produção do Centro-Oeste, por suas posições estratégicas. Geografia, infraestrutura, logística do Arco Norte, soluções, estratégias, novas projeções de calados e investimentos, serão tratados como atrativos econômicos e as propostas levadas para o Brasil Export.

O coordenador do fórum no Norte, o prático Ricardo Falcão, considera o Norte Export uma oportunidade para debater questões portuárias e seus impactos sociais e econômicos. “Vamos apresentar no Brasil Export as potencialidades, a exemplo do Amapá, que oferece vantagens de estabilidade,  profundidade,  localização, sua proximidade dos Estados Unidos e Europa, e do acesso ao canal do Panamá, o que vai economizar dias de viagens até a China, grande compradora da produção de soja e milho produzidos no Centro-Oeste”.

Mariléia Maciel

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.