Marcelo Rosenbaum lança produtos da Comunidade do Tumbira, no Amazonas

Produzida na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio negro a coleção está à venda em plataforma on-line

A pandemia do Coronavírus vem trazendo inúmeros impactos econômicos. Também é assim com comunidades isoladas do Amazonas onde o turismo era uma alternativa de renda, agora fortemente impactada. Por isso, a Coleção Tumbira está à venda em grandes centros urbanos e é composta por vasos esculpidos em torno, utilizando madeira proveniente do manejo sustentável do Amazonas. As peças foram criadas por Marcelo Rosenbaum e Fernanda Marques, em colaboração com o artesão Manoel Garrido, da comunidade Tumbira, e é uma ação do Projeto Amazonas Sustentável correalizada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e o Instituto A Gente Transforma, em parceria com a Petrobras.

As peças estão à venda no e-commerce da Feira (feiranarosenbaumloja.com.br) e pelo perfil da Feira no instagram (instagram.com/feiranarosenbaum). Às margens do Rio Negro, está localizada a comunidade de Tumbira, dentro da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Rio Negro, no estado do Amazonas. A partir de uma análise do potencial local, o Instituto A Gente Transforma propôs o uso do resíduo da madeira proveniente do manejo sustentável para a criação de um projeto que contribuísse com o desenvolvimento da comunidade.

No Tumbira, a equipe conheceu o artesão Manoel Garrido, artesão que transformou a oficina que já pertenceu ao pai – um conhecido construtor de barcos da região – em uma marcenaria, com direito a um turno único, uma invenção do próprio Manoel, feito com o motor de caminhão. Nessa oficina, de onde já saíram barcos que navegaram por toda a Amazônia, que nasceu a Coleção Tumbira, vasos esculpidos em torno com madeira sustentável.

Todo o processo de criação das peças da Coleção Tumbira foi baseado na troca, colaboração e compartilhamento. Marcelo convidou a arquiteta Fernanda Marques para conhecer a comunidade e colaborar no projeto, ao lado de Manoel Garrido. A partir deste encontro, nasceu a coleção de vasos esculpidos em um torno. Como parte do Projeto Amazonas Sustentável, o lucro gerado pela venda das peças retorna para o Tumbira representando uma nova e importante fonte de renda para a comunidade.

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: