Índice de Confiança de Serviços sobe 9,4 pontos em maio

Apesar da alta, índice repõe apenas 21,7% das perdas dos últimos meses

O Índice de Confiança de Serviços, da Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 9,4 pontos na passagem de abril para maio. A alta veio depois de o indicador atingir o mínimo histórico em abril: 51,1. Com isso, o índice chegou a 60,5 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Os números foram divulgados, hoje (28), no Rio de Janeiro.

Apesar da alta, o índice recupera apenas 21,7% das perdas sofridas nos últimos dois meses. “Após deterioração nos últimos dois meses, a confiança do setor de serviços voltou a subir. O resultado recupera apenas 21,7% do que foi perdido nos últimos dois meses e, por isso, deve ser avaliado com cautela. A melhora foi muito influenciada pela revisão das expectativas, sinalizando uma redução do pessimismo”, disse um dos economistas da FGV, Rodolpho Tobler.

Veja também:

Compras com cartões crescem 14,1% no primeiro trimestre, diz Abecs

Prefeitura de Macapá realiza pagamento nesta sexta-feira, 29 de maio

Amapá tem 7.619 casos confirmados, 9.289 em análise laboratorial, 2.933 pessoas recuperadas e 183 óbitos

Os 13 segmentos dos serviços pesquisados tiveram aumento na confiança. O Índice de Situação Atual, que mede a confiança dos empresários de serviços no presente, subiu 1,5 ponto após quatro quedas consecutivas, para 57 pontos. O Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, cresceu 17,4 pontos, e foi para 64,7.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor de serviços caiu 1,5 ponto percentual, situando-se em 78%.

EBC

Clique aqui e Inscreva-se agora!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: