AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Coronavírus pode ter contaminado seis vezes mais na Itália

Pesquisa aponta que número pode ser maior que dados oficiais

Quase 1,5 milhão de pessoas na Itália, ou 2,5% da população, desenvolveram anticorpos contra o novo coronavírus, um dado seis vezes maior que os números oficiais reportados, mostrou um estudo da agência de estatísticas Istat nesta segunda-feira (3).

A pesquisa da Istat e do Ministério da Saúde italiano foi baseado em testes conduzidos em 64.660 pessoas.

Dados oficiais mostram 248.229 casos confirmados da covid-19 na Itália, com 35.166 mortos.

Veja também:
Violinista é aprovado para estudar na Bélgica e faz vaquinha para conseguir embarcar
Dicas para se motivar com o aprendizado remoto
Conselheiros do Tribunal de Contas do Amapá são condenados à prisão e perda dos cargos

O estudo encontrou diferenças locais bem definidas, com a região da Lombardia, no norte do país, onde a epidemia surgiu inicialmente em fevereiro, mostrando que 7,5% da população havia testado positivo para os anticorpos do novo coronavírus comparado a apenas 0,3% na região da Sicília, no sul da Itália.

A pesquisa concluiu que cerca de 30% das pessoas com anticorpos ficaram assintomáticas, o que aponta para o risco da doença ser propagada por pessoas que não estão cientes que estão transmitindo o vírus.

Reuters

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: