AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Grupo de trabalho estudará fusão do Ibama e do ICMBio

Ele terá 120 dias para apresentar relatório ao governo

A fusão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) será analisada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). O Diário Oficial da União desta sexta-feira (2) traz a criação um grupo de trabalho para estudar o assunto.

Segundo a portaria, assinada pelo ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, o grupo tem como finalidade “realizar os estudos e análises de potenciais sinergias e ganhos de eficiência administrativa em caso de eventual fusão” entre as duas instituições.

Veja também:
Prefeitura de Macapá renova decreto e mantém suspensão de aulas por mais 30 dias
Fies 2020.2: inscrições para vagas remanescentes iniciam no dia 6 de outubro
Operação Sabotagem identifica laranjas de facções criminosas

O grupo – formado por servidores do Ibama, do ICMBio e do Ministério do Meio Ambiente – terá 120 dias para elaborar a análise de fusão. Se necessário, o tempo de estudo pode ser prorrogado pelo mesmo período.

O Instituto Chico Mendes foi criado em 2007 e é responsável por gerir, fiscalizar e monitorar 334 unidades protegidas no país. Ao Ibama cabe a fiscalização ambiental em todo o Brasil e processos de licenciamento federais.

EBC

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: