AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Abate de bovinos tem queda de 8,5%, anuncia o IBGE

Produção de ovos atinge 4 bilhões de dúzias, 3% a mais que 2019

O abate de bovinos no país caiu 8,5% em 2020, depois de três anos de crescimento. Segundo dados divulgados hoje (18), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foram abatidos 29,7 milhões de animais no Brasil no ano passado.

“A arroba subiu de preço, o bezerro, um dos principais insumos de produção, está escasso e valorizado. Isso quer dizer que quem tem fêmea, retém para criação de mais bezerros”, disse Bernardo Viscardi, pesquisador do IBGE.

Por outro lado, os abates de suínos e de frangos atingiram valores recordes em 2020. Os suínos, por exemplo, vêm apresentando crescimento no abate desde 2005. No ano passado, foram 49,3 milhões de animais, 6,4% a mais do que em 2019.

Veja também:
Feira reúne Universidades dos EUA para tirar dúvidas de brasileiros que querem estudar fora
MEC oferta 3.330 vagas para cursos profissionalizantes em Ciências Agrárias
Domingo, 21 de março, tem lançamento digital de “A Pele que se Lê”, obra de Rambolde Campos e Zé Miguel

No caso dos frangos, foram abatidos 6 bilhões de animais, um aumento de 3,3% em relação ao ano anterior.

Também tiveram valores recordes em 2020 a produção de ovos, com 4 bilhões de dúzias (3% a mais que 2019), e a aquisição de leite pelas unidades processadoras, com 25,5 bilhões de litros (alta de 2,1%).

A aquisição de couro pelos curtumes fechou 2020 com uma queda de 7,4% em relação a 2019. Foram adquiridos 30,8 milhões de peças inteiras de couro.

EBC

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: