Uma Concertação pela Amazônia lança na COP 26 agenda pelo desenvolvimento da região

Abertura do evento será feita pelo empresário Guilherme Leal, um dos fundadores da iniciativa que propõe ações de desenvolvimento sustentável, com justiça social, para as diversas Amazônias 

A iniciativa Uma Concertação pela Amazônia lança nesta terça-feira, dia 9 de novembro, às 14h15 (horário de Brasília), na COP 26, a “Agenda pelo Desenvolvimento da Amazônia”, um documento com propostas para o desenvolvimento sustentável da região que contemplam a diversidade e complexidade das paisagens e dos territórios. 

Construído com base na ciência e na escuta e diálogos com amazônidas e públicos envolvidos com o bioma, o documento propõe uma abordagem da Amazônia a partir de quatro grandes agrupamentos: áreas conservadas (onde a floresta predomina); áreas em transição, que estão em processo de conversão não consolidada – o chamado “arco do desmatamento”; áreas convertidas (o uso do solo é voltado para agricultura e pecuária); e as cidades. 

O documento parte de uma premissa para cada uma das quatro áreas, propondo ações específicas e concretas, além de medidas estruturantes e transversais. Elas buscam, entre outros aspectos, o aumento da qualidade de vida para a população local, a valorização da dimensão cultural-identitária, o estabelecimento da região como grande removedora líquida de emissões de carbono, o reforço dos incentivos a todas as atividades econômicas que valorizem a floresta em pé e o fortalecimento dos princípios democráticos.  

Com o texto, a Concertação quer colocar o debate sobre a Amazônia em evidência e levar subsídios para iniciativas de desenvolvimento tanto no cenário internacional (em questões globais como clima e biodiversidade), como no âmbito nacional (no apoio, por exemplo, à formulação de políticas públicas federais e subnacionais). 

A ambição de conter o aquecimento global em menos de 1,5 oC começa com a Amazônia. Sem ela, não há como cumprir o Acordo de Paris ou fazer uma transição para um mundo de baixo carbono. O mundo precisa encontrar um novo modelo de desenvolvimento sustentável que leve em conta toda a complexidade de suas florestas, biodiversidade e de populações e povos tradicionais e indígenas. E a Amazônia pode indicar o caminho. 

O empresário Guilherme Leal, cofundador da Natura&Co e um dos criadores da Concertação, fará a abertura do evento, que será realizado no Brazil Climate Action Hub, com transmissão ao vivo.

Participam ainda do lançamento Roberto Waack, presidente do Conselho do Instituto Arapyaú e um dos fundadores da Concertação; Renata Piazzon, gerente do Programa de Mudanças Climáticas do Instituto Arapyaú e secretária-executiva da Concertação; Izabella Teixeira, fellow do Instituto Arapyaú e ex-ministra do Meio Ambiente; Ana Toni, diretora-executiva do Instituto Clima e Sociedade (iCS); llona Szabó, presidente do Instituto Igarapé; e Samela Sateré Mawé, articuladora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB).

O texto, que inclui um resumo executivo, está disponível para download no site da Concertação: concertacaoamazonia.com.br

Lançamento “Uma Agenda pelo Desenvolvimento da Amazônia” 

Organização: Uma Concertação pela Amazônia 

Dia 9 de novembro, às 14h15 no horário de Brasília; 17h15 no horário de Glasgow 

Local: Centro de Ação Climática do Brasil. 

Transmissão ao vivo: auditoriobrazilclimatehub.nerdetcetera.com/ 

Abertura: 

Guilherme Leal | cofundador da iniciativa Uma Concertação pela Amazônia 

Oradores

  • Roberto Waack | Presidente do Conselho do Instituto Arapyaú 
  • Renata Piazzon | Gerente do Programa de Mudanças Climáticas do Instituto Arapyaú e secretária-executiva da iniciativa Uma Concertação pela Amazônia 
  • Izabella Teixeira | Fellow Instituto Arapyaú 
  • Ana Toni | Diretora Executiva Instituto Clima e Sociedade 
  • Ilona Szabó | Presidente Instituto Igarapé 
  • Samela Sateré-Mawé | Articuladora da APIB 

Sobre a iniciativa Uma Concertação pela Amazônia   

É uma rede de pessoas, entidades e empresas formada para buscar soluções para a conservação e o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Hoje, reúne mais de 400 lideranças engajadas em criar um espaço democrático onde as dezenas de iniciativas em defesa da Amazônia se encontrem, dialoguem, aumentem o impacto de suas ações e gerem novas ações em prol da floresta e das populações que vivem na região. 

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: