Governador da Bahia aceitará ajuda humanitária da Argentina negada por Bolsonaro

Rui Costa comunicou a decisão nas redes sociais: “Os baianos e brasileiros que moram no estado precisam de todo tipo de ajuda”, escreveu

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), escreveu nas redes sociais, nesta quinta-feira (30), que o estado aceitará a ajuda humanitária oferecida pela Argentina “sem precisar passar pela diplomacia brasileira”. Na noite da última quarta-feira (29), o governo federal rejeitou a assistência do país vizinho.

“A Argentina ofereceu ajuda humanitária às cidades afetadas pelas chuvas na Bahia, apesar da negativa do Governo Federal. Me dirijo a todos os países do mundo: a Bahia aceitará diretamente, sem precisar passar pela diplomacia brasileira, qualquer tipo de ajuda neste momento”, afirmou o governador.

O Governo Federal, por meio do Ministério das Relações Exteriores, negou a autorização que previa o envio de dez profissionais especializados nas áreas de água, saneamento, logística e apoio psicossocial para vítimas de desastres.

Segundo o governo, os recursos para enfrentar a emergência na Bahia é o suficiente. A reserva atual é de R$ 200 milhões.https://da2dc5b940935bcc44f0b8a44fbad253.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Leia mais: Governo Federal nega ajuda humanitária oferecida pela Argentina à Bahia

Segundo o último levantamento, 24 pessoas morreram por conta das chuvas. De acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), 91.258 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas e 629.398 pessoas foram afetadas.

“Os baianos e brasileiros que moram aqui no estado precisam de todo tipo de ajuda. Estamos trabalhando muito, incansavelmente, para reconstruir as cidades e as casas destruídas, mas a soma de esforços acelera este processo, portanto é muito bem-vinda qualquer ajuda neste momento”, completou Rui Costa.

Leia também: Governo Argentino oferece ajuda humanitária para vítimas das enchentes na Bahia

Via Cultura

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" para ajudar a manter esse site. basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: