De Superlua a chuva de meteoros: confira os eventos astronômicos de 2022

Carolina Fioretti

Perdeu os eventos astronômicos de 2021? Sem problemas. O Gizmodo Brasil preparou uma lista com os principais fenômenos que devem ocorrer no próximo ano. É só separar os binóculos e anotar as datas na agenda. Confira:

Primeiro trimestre
3 e 4 de janeiro – Chuva de meteoros Quadrântidas

A chuva de meteoros Quadrântidas acontece anualmente nos cinco primeiros dias do ano. Em 2022, seu pico será na madrugada do dia 3 para 4 de janeiro.

Seus meteoros irradiam a partir da constelação de Boieiro, no hemisfério celestial norte. Cientistas acreditam que a chuva tenha origem em grãos de poeira deixados para trás por um cometa extinto conhecido como 2003 EH1, descoberto em 2003.

Segundo Trimestre
22 e 23 de abril – Chuva de meteoros Líridas

A chuva de meteoros Líridas acontece anualmente entre os dias 16 e 25 de abril. Em 2022, seu pico será na madrugada do dia 22 para 23 de janeiro.

Como o nome sugere, os meteoros partem da constelação de Lira. Nesta noite, o que veremos no céu são partículas de poeira deixadas pelo cometa C/1861 G1 Thatcher, descoberto em 1861.

30 de abril – Eclipse solar parcial

O eclipse solar parcial, como o nome sugere, ocorre quando a lua cobre apenas uma parte do Sol. Neste caso, não é indicado olhar diretamente para a estrela, mas sim para o seu reflexo.

O fenômeno será visível em quase todo o sudeste do Oceano Pacífico e no sul da América do Sul. Na Argentina, será possível ver o satélite cobrir pouco mais da metade do Sol.

6, 7 de maio – Chuva de meteoros Eta Aquáridas

A chuva de meteoros Eta Aquáridas ocorre anualmente de 19 de abril a 28 de maio. Neste ano, seu pico ocorrerá na madrugada do dia 6 para 7 de maio.

Os meteoros, produzidos pela poeira deixada pelo cometa Halley, irradiam da constelação de Aquário.

Os países do hemisfério sul têm vantagem em sua observação, podendo ver até 60 meteoros por hora em seu pico. O número cai pela metade no hemisfério norte.

16 de maio – Lua de Sangue

A Lua de Sangue nada mais é do que o eclipse total da lua. Ela ocorre quando o satélite fica completamente encoberto pela sombra da Terra, ficando ao mesmo tempo escuro e avermelhado.

O eclipse será visível em toda a América do Norte, Groenlândia, Oceano Atlântico e partes da Europa Ocidental e da África Ocidental.

Veja mais no GizModo

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" para ajudar a manter esse site. basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: