China ‘vê com ressalvas’ aproximação entre Rússia e Coreia do Norte, afirma professor

País era responsável por 90% do comércio internacional norte-coreano, até 2019

A China vê com ressalvas a aproximação da Rússia com a Coreia do Norte, diz Vitelio Brustolin, professor de relações internacionais na UFF (Universidade Federal Fluminense).

Em entrevista para a Record News, realizada nesta quarta-feira (19), ele afirma que até 2019, 90% do comércio norte-coreano era exclusivamente feito com a China.

Porém, o especialista também disse que o estreitamento de laços entre a Coreia do Norte e a Rússia foi combinado com o líder chinês, Xi Jinping, como forma de estratégia de aliança entre países.

Via R7

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.