AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Prefeitura trabalha para solucionar falta de água e problemas no esgoto do Conjunto Mestre Oscar

A Prefeitura de Macapá trabalha para solucionar os problemas da falta de água no Conjunto Mestre Oscar e o lançamento de esgoto no Loteamento Sol Nascente. Na manhã desta quinta-feira, 5, uma comissão de representantes da prefeitura, Caixa Econômica Federal, Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), Vex Construtora e Associação de Moradores esteve no habitacional para conferir in loco o problema.

Durante a visita foi definido entre as equipes que a Vex Construtora, responsável pela execução da obra, repassará os projetos à Caesa, que terá 10 dias para análise do estudo de vazão e emissão de relatório com medidas necessárias para resolver o problema. Como solução imediata, foi acordado que será designada uma equipe técnica da Associação de Moradores, que ficará responsável pela operação do sistema, evitando assim o desabastecimento de água e contaminação ambiental.

A Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana (Semob) será a responsável pelo acompanhamento do cumprimento das ações sobre a responsabilidade da empresa contratada Vex e Caesa, a fim de garantir a solução de ambos os problemas, tanto da falta de água quanto o lançamento do esgoto do Conjunto no Loteamento Sol Nascente. “Após a emissão do relatório, a Companhia de Água e Esgoto emitirá Termo de Recebimento Provisório. E receberá definitivamente após a execução das ações complementares para manter o sistema em perfeito estado”, afirmou a diretora-presidente da Caesa, Patrícia Brito.

Após o recebimento definitivo, a Companhia ficará responsável pelo sistema, garantindo abastecimento de água e manutenção da rede de esgoto. “A Prefeitura de Macapá, através de medidas como esta, garante o fornecimento de água tratada na quantidade e qualidade exigida pelas mais de 500 famílias do Conjunto Mestre Oscar, e ainda pelo tratamento adequado dos efluentes provenientes da estação de tratamento de esgoto do habitacional. Sendo uma importante medida para garantir a saúde dos moradores, tanto do Conjunto quanto do Loteamento Sol Nascente, além de resguardar a área de proteção permanente que existe entre os dois locais”, compartilharam os secretários municipais de Obras, Rogério Cardoso e de Meio Ambiente, Herialdo Monteiro.

Residencial Mestre Oscar Santos

O habitacional é uma parceria do Governo Federal, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, com a Prefeitura de Macapá. O projeto custou R$ 20.590.987,81. Destinado para a construção de 528 habitações populares, com sala, dois quartos, cozinha, banheiro e área de serviço. A prefeitura ainda garantiu 4 km de asfaltamento das vias e colocou, por conta própria, lajota em todas as unidades.

Texto e fotos: Lílian Guimarães/Asscom Semob

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: