Educa

Professor do Estado vence prêmio nacional de música clássica

O professor de música Emanoel Cordeiro foi um dos vencedores do Prêmio de Composição Clássica da Fundação Nacional das Artes (Funarte), disputado no fim do ano passado. Com a composição "Transformações Uirapurinas", o músico figura nessa edição como o único da Região Norte a levar o prêmio. Emanoel Cordeiro é docente do curso de Licenciatura em Música, na Universidade do Estado do Amapá (Ueap).

Reconhecimento

O prêmio da Funarte não é o único na carreira do professor. Os primeiros reconhecimentos vieram em 2011 quando, ainda radicado em Belém (PA), criou composições que receberam prêmios da Rede Cultura do Pará e da Associação Nacional de Rádios Públicas. Na época, algumas de suas peças foram diversas vezes reproduzidas por grupos de música instrumental, a exemplo do Trio Paraense de Violões, o Coro do Conservatório Carlos Gomes e a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

"Esse é o prêmio mais importante da área de composição clássica no Brasil, raramente alguma pessoa do Norte o ganhou. Sem dúvida é um grande reconhecimento para nossa região", comemorou Emanoel.

Transformações Uirapurinas será lançada em forma de partitura e gravada no álbum de seleções da Funarte, juntamente com outras 29 composições. As gravações do álbum ocorrerão em outubro, no Rio de Janeiro, quando os músicos premiados farão suas apresentações durante a XXI Bienal de Música Brasileira Contemporânea, a mais relevante mostra de música erudita do país.

Um comentário em “Professor do Estado vence prêmio nacional de música clássica

  • maio 4, 2015 em 11:39 am
    Permalink

    Parabéns ao Emmanuel! A obra dele está baseada nos estudos e pesquisa de mais de 20 anos dos compositores paraenses Albery Albuquerque e Thiago Albuquerque. Inclusive se não me engano, o título e nomenclatura “Uirapurina” está presente na obra e pesquisa desses dois grandes compositores eruditos do Pará.

    Resposta

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: