AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Polícia Militar retoma policiamento escolar na volta às aulas

Com o objetivo de coibir a violência nas escolas da rede estadual, a Polícia Militar retomará as ações de policiamento escolar. A intenção é diminuir o índice de abordagens junto aos estudantes, com palestras e visitas nas instituições de ensino. A atuação acontecerá nas 383 escolas que retornarão às aulas no dia 9 de março.

De acordo com o diretor de Comunicação da PM, capitão Pedro David, cada batalhão possui uma equipe especializada, que é responsável pela patrulha nas escolas e no seu perímetro de atuação. "Geralmente os batalhões direcionam uma viatura com a equipe responsável por atuar no monitoramento e nas abordagens nas escolas", explicou.

Segundo o capitão, o perímetro de maior atuação do policiamento escolar é na Zona Norte de Macapá, de responsabilidade do 2º Batalhão da PM, que desempenha as atividades em 47 escolas distribuídas em 27 bairros. "Na Zona Norte de Macapá acontece a maior incidência de casos registrados pelo policiamento escolar, por isso, lá se concentra a maioria das ações", pontuou.

O diretor de comunicação do 2º Batalhão da PM, tenente Liebert Silva Tavares, conta que só em 2014, foram realizadas na Zona Norte 324 abordagens, 23 conduções, 52 casos de indisciplina, 59 acompanhamentos de alunos, 44 palestras e 297 visitas às escolas. "Nosso objetivo para este ano é diminuir os índices negativos, aumentando o número de palestras e visitas às escolas", ressaltou.

O capitão Pedro David destaca ainda a importância de um estreitamento de relações entre os batalhões e os diretores das escolas. "Normalmente cada batalhão realiza uma reunião com os diretores para que haja um entendimento entre as partes. Os responsáveis das escolas ficam em contato direto com as equipes", destacou.

Operação Ônibus Seguro

A Polícia Militar dará também continuidade a operação Ônibus Seguro, que faz o monitoramento das linhas de transporte público da capital. De acordo com o capitão Pedro David, as ações devem seguir um cronograma de abordagens nas rotas de ônibus. "Cada batalhão trabalha com equipes que se revezam nos bairros de Macapá. As ações acontecem não apenas com abordagens, mas também com o monitoramento em pontos de paradas", explicou.

O tenente Liebert Silva Tavares conta que a maioria dos assaltos a ônibus é feito por jovens menores de idade. "Trabalhamos com o monitoramento e a catalogação desses menores. Sabemos quando eles completam a maior idade e estamos atentos aos delitos deles", evidenciou.

Segundo capitão Pedro David, serão intensificadas as abordagens policiais em pontos de ônibus de todos os bairros da capital. "Haverá o aumento no número de agentes e viaturas trafegando próximo aos pontos de ônibus. A população visualizará melhor a polícia, inibindo a ação dos infratores", frisou o capitão.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: