AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Faculdade Particular inaugura Central de Conciliação

Faculdade Particular inaugura Central de Conciliação

Na tarde da ultima quarta-feira, 8 de abril, foi inaugurado na Faculdade Estácio Amapá, o Centro Judiciário de Resolução de Conflitos e Cidadania – Central de Conciliação – Extensão Estácio Amapá, às 15h com a presença da Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargadora Sueli Pini e outras autoridades do Poder judiciário e representantes da Sociedade como diretores de escola do entorno da Estácio Amapá.

A Diretora da Estácio, Ana Patrícia Nepomuceno, fala sobre a criação da Central de conciliação. “A criação da Central de conciliação se coaduna com a política adotada pelo poder judiciário do Brasil e do Amapá em fomentar a solução de conflitos por meio da conciliação”, comenta a Diretora. Ana Patrícia ainda afirma que objetivo da Central de Conciliação é expandir no meio social a importância da conciliação como meio eficaz, célere e com menos custos para a resolução de conflitos existentes entre partes.

A comunidade acadêmica será diretamente beneficiada com a Criação da Central, pois os acadêmicos atuarão diretamente como conciliadores, após um curso de preparação para essa finalidade ministrada pela Professora Sonia Ribeiro. Assim, os acadêmicos estarão juntos com as partes trabalhando diretamente, orientando, para a solução do conflito. Após o acordo, o Termo de conciliação será encaminhado online pelo próprio site do Tribunal de Justiça do Amapá (Tucujuris) e direcionado à Dra. Joenilda Lenzi, Juíza Coordenadora da Central de Conciliação, com a possível participação de um promotor de justiça designado pelo Tribunal, quando a solução do conflito necessitar.

As comunidades dos bairros de entorno da Faculdade: pedrinhas, Araxa, Condomínio Mucajá, Zerão, Jardim Marco Zero, universidade, entre outros, serão beneficiadas com a atuação da Faculdade Estácio Amapá por meio de acadêmicos, professores e colaboradores com a implantação do Centro de Conciliação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: